organizar

Coaching para Concursos

Postado em Atualizado em

A COPA DAS COPAS!

*por Ana Carolina Mendonça

alemanha-trofeu-01-size-598 

A copa acaba e deixa muitos ensinamentos. A vitória, na reta final, da Alemanha contra o Brasil e depois contra a Argentina representa o triunfo do jogo coletivo, da integração, do planejamento a longo prazo, da paciência, da resignação, da organização e do preparo emocional.

De outro lado, a goleada levada pelo Brasil foi como um tapa para fazer o brasileiro acordar da ilusão de acreditar que apenas motivação, “jeitinho” e improviso seriam suficientes para conquistar uma vitória. E, mais ainda, mostrou a importância fundamental do preparo emocional diante dos grandes desafios.O time que não conseguiu reagir e não conseguiu dar a volta por cimaprecisou assistir ao vexame do 7×1.

O comentarista Benjamim Wright disse certa vez que “o futebol é uma caixinha de surpresas!” e todo o mundo acreditou. A frase pode até ter seu fundo de verdade, mas muitos, às vezes, até sem perceber, utilizam-se dela para esconder debaixo do tapete o despreparo tático ou emocional dos jogadores e da equipe técnica e perdem a grande oportunidade de aprender com os próprios erros.

 

E você, está mais para Brasil ou Alemanha?

Sua vida está no improviso?

 Ou você possui o exato controle da sua vida?

Você se conhece verdadeiramente?

Consegue superar as suas fraquezas e aproveitar as suas potencialidades?

O seu emocional te faz crescer ou titubear diante dos desafios?

 

No Brasil, fala-se muito sobre sorte. E ela existe! Mas, entenda, sorte é estar preparado no momento da oportunidade. Pode ter a certeza de que quanto mais você se preparar, mais sorte você terá! Quanto mais oportunidades você procurar, quanto mais atento você estiver para as possibilidades, mais sorte você terá!

A escolha é sua! Está disposto a se preparar?

Você realmente quer levantar a taça da sua conquista? 

Não deixe a oportunidade escorrer por entre os seus dedos! Agarre-a com todas a suas forças, mas, principalmente, prepare-se antes. Não basta ser escolhido como a sede da Copa, não basta uma torcida em peso nos estádios, não bastam os shows e os eventos se, dentro de campo, não reinar o compromisso, o preparo físico e psicológico, a organização e a integração. Leve isso para a sua vida e reflita calmamente:

 

Quais são os seus objetivos? Você tem se planejado?

Seu plano está organizado e detalhado?

Você está cumprindo com o seu plano?

 

E se você, verdadeiramente, se planejar?

E se você aprendesse a se planejar melhor?

E se você cumprir integralmente com cada uma de suas metas?

Onde você irá chegar?

Tome uma folha de papel e escreva suas respostas. Aproveite o momento de reflexão. Sabemos queo país do futebol dá pouca, ou nenhuma, atenção aoplanejamento e à organização, prefere começar fazendo para consertar depois. Essa cultura está na sociedade, mas você pode escolher se desvencilhar dela, escolher crer na competência, no trabalho, no foco e na imersão!Temos muito o que aprender com os campeões!

Faça suas escolhas! Mude seus hábitos e conquiste as suas vitórias!

 Bons estudos e uma ótima semana!

 

Veja mais sobre Coaching:

Faça da Música sua Aliada

Sempre Avante

Tempo: o seu bem mais precioso

saiba mais

Organizar e Aprender

Segredos do Sono Reparador

Quantas Horas Estudar?

O Domínio da Matéria

Interesse pela Leitura

Você: Aliado ou Inimigo

Construir a Aprovação

Ensine seu cérebro a produzir energia e não a disperdiçá-la

Excelência: Estado de Fluxo

Qual o seu Estilo de Aprendizagem

Relaxamento Instantâneo

Seu Plano de Estudo

Impulsionando a sua Memória

Regulou o seu Foco?

Técnicas de Memorização

Conhece o Princípio 10/90?

Confiança e Ansiedade na Aprendizagem

Inteligência se Aprende

6 Dicas para Você Concretizar suas Decisões

imageANA CAROLINA MENDONÇA é Master Coach com certificação nas especialidades Life e Executive Coaching, pela Federação Brasileira de Coaching Integral Sistêmico, em parceria com a Florida Christian University. Palestrante e Articulista Semanal em Coaching. Servidora pública com atuações no Banco Central do Brasil, no Tribunal Superior do Trabalho e no Conselho Superior da Justiça do Trabalho e com experiências em Planejamento Estratégico, Escritório de Processos e Gerência de Projetos. Articulista do Blog do Professor Washington Barbosa

Contato: (61) 8413-8543 – anacarolina@coachee.com.br  //  www.coachee.com.br

Anúncios

Coaching para Concursos

Postado em Atualizado em

SEMPRE AVANTE!

* por Ana Carolina Mendonça

livro1

Você se sente desanimado com o seu rendimento nos estudos? Você gostaria de vivenciar um aprendizado mais consistente e poderoso?

 Antes de iniciar, reflita sobre a seguinte questão:

 Sinceramente, quão envolvido você está com o seu projeto de estudos?

 Note que aqueles acontecimentos da sua vida nos quais você esteve efetivamente envolvido, de corpo e alma, para solucionar algum problema ou situação, muito provavelmente se transformaram em aprendizados de vida e perduram em sua memória.

 Então, por que não replicar essa receita de sucesso com os estudos de hoje? Por que não tornar o seu aprendizado mais consistente e permanente?

 Para estar plenamente envolvido em um assunto, em um conhecimento, antes de mais nada, é importante estimular a curiosidade! Colocar-se na posição de alguém que tem por objetivo aprender, que deseja fortemente conhecer e compreender o desenrolar de determinado assunto, que sente o desafio de desbravar aquele conteúdo, ainda que, num primeiro momento, esse possa se mostrar complicado, difícil ou distante. Em última análise, a dificuldade só tenderá a reforçar a noção de desafio.

 A posição do curioso, em tese, se retroalimenta. O conhecimento é amplo (o rol de matérias também) e à medida que você estuda, sua visão sobre o conteúdo se amplia e você se torna capaz de fazer novas conexões, associações e interligações que consolidam o aprendizado, ou seja, as coisas começam a fazer mais sentido e você começa a interagir mais fortemente com a matéria, com o conhecimento.

 Aliada à curiosidade é importante desenvolver também o autocontrole e a confiança, elementos-chave para a continuidade do aprendizado.

 Alguma vez você já começou seu projeto de estudos animado e bem disposto, mas com o passar dos dias, foi se perdendo e já não cumpria mais as suas metas?

 Muito provavelmente, o seu autocontrole e sua confiança tanto em si mesmo como no processo não estavam completamente estruturados.

 O autocontrole está relacionado à capacidade de manter o foco e comportar-se de forma coerente às suas metas e aos seus objetivos de vida.

 De outro lado, uma confiança bem trabalhada impede que vejamos os desafios como obstáculos intransponíveis, impede que nos tornemos cegos frente às oportunidades e aos aprendizados da vida. O reforço da confiança (amplamente trabalhado no processo de coaching) deriva do autoconhecimento ou autodescobrimento.

Se os bons resultados são decorrência do esforço consciente e contínuo, por que será que muitas pessoas desistem no meio do caminho? Pressa, impaciência, descomprometimento? Possivelmente, trata-se de desconhecimento de suas próprias metas e objetivos, por isso: trace objetivos claros e precisos.

 Quanto mais preciso você for na definição do seu objetivo, sabendo exatamente o que quer para a sua vida e porque o quer, maior será a sua chance de fazer boas escolhas, de perceber as verdadeiras oportunidades na sua vida.

 Ao mesmo tempo, quanto mais claras e melhor detalhadas estiverem as suas metas, mais perto você estará do êxito, mais efetiva será a distribuição do seu tempo e o foco da sua atenção, mais “sorte” você terá.

 Com objetivos claros e precisos; metas bem definidas e detalhadas; estímulo à curiosidade; estruturação do autocontrole e da confiança você embarcará num forte e consistente aprendizado!

 Aprender não significa adquirir mais informação, mas expandir a capacidade de produzir os resultados que verdadeiramente desejamos na vida!

 Bons estudos e uma ótima semana!

Veja mais sobre Coaching:

Tempo: o seu bem mais precioso

saiba mais

Organizar e Aprender

Segredos do Sono Reparador

Quantas Horas Estudar?

O Domínio da Matéria

Interesse pela Leitura

Você: Aliado ou Inimigo

Construir a Aprovação

Ensine seu cérebro a produzir energia e não a disperdiçá-la

Excelência: Estado de Fluxo

Qual o seu Estilo de Aprendizagem

Relaxamento Instantâneo

Seu Plano de Estudo

Impulsionando a sua Memória

Regulou o seu Foco?

Técnicas de Memorização

Conhece o Princípio 10/90?

Confiança e Ansiedade na Aprendizagem

Inteligência se Aprende

6 Dicas para Você Concretizar suas Decisões

ANA CAROLIimageNA MENDONÇA é Master Coach com certificação nas especialidades Life e Executive Coaching, pela Federação Brasileira de Coaching Integral Sistêmico, em parceria com a Florida Christian University. Palestrante e Articulista Semanal em Coaching. Servidora pública com atuações no Banco Central do Brasil, no Tribunal Superior do Trabalho e no Conselho Superior da Justiça do Trabalho e com experiências em Planejamento Estratégico, Escritório de Processos e Gerência de Projetos.

Contato: (61) 8413-8543 – anacarolina@coachee.com.br  //  www.coachee.com.br

Coaching para Concursos

Postado em Atualizado em

TEMPO, O SEU BEM

MAIS PRECISOSO!

* por Ana Carolina Mendonça

time-management11

 

Hoje é cada vez mais comum pessoas reclamarem que o tempo está passando rápido demais. E, ainda mais, muitas sentem que estão perdendo tempo, mas não sabem como aproveitá-lo melhor.

 Por que será? Você já parou para refletir sobre as atividades do seu dia e analisar com o que, exatamente, você está utilizando o seu tempo?

 Conforme dizia Einstein, a vida mantém uma velocidade constante de 60 minutos por hora. Então, por que temos a impressão de que a vida está cada vez mais acelerada?

Reflita comigo: em que situação o tempo parece passar mais depressa: a) quando você está parado, sem fazer nada, possivelmente esperando alguém ou alguma coisa; ou b) quando está realizando uma série de atividades?

 Vemos que a sensação de velocidade do tempo tem relação direta com a quantidade de atividades realizadas e de informações disponíveis. Assim, no mundo de hoje, em que estamos imersos em informações e que somos exigidos realizar cada vez mais, sentimos como se o tempo passasse mais rápido.

 Por outro lado, você já passou pela situação de chegar ao final do dia com a impressão de não ter feito nada, apesar de efetivamente ter realizado várias atividades? E já chegou ao final de uma semana com o sentimento de que nada de mais aconteceu? Isso muitas das vezes acontece porque temos uma propensão a registrar na nossa memória apenas as atividades “importantes” que realizamos. A sensação de perda de tempo decorre exatamente do desalinhamento entre o uso do seu tempo e seus objetivos de vida.

 Sobre o assunto, a Tríade do Tempo, proposta por Christian Barbosa, em seu livro que leva o mesmo nome, nos convida a categorizarmos nossas atividades diárias em três grupos: Importante, Circunstancial ou Urgente. A tríade se difere de outras metodologias de gerenciamento do tempo por não prever interseção entre os grupos, o que equivale dizer, por exemplo, que uma mesma atividade não é simultaneamente importante e urgente ou importante e circunstancial.

 As atividades importantes são aquelas que produzem resultados positivos, estão alinhadas aos seus propósitos de vida e geram equilíbrio físico, mental, espiritual e emocional; as atividades urgentes são aquelas que devem ser realizadas imediatamente, elas “furam fila”; e as circunstanciais são aquelas que estão desalinhadas aos seus propósitos e não geram resultados, as pessoas as realizam ou porque não definiram suas metas, ou para agradar outras pessoas e por não saberem dizer não, ou por tudo isso junto.

 Quanto do seu tempo semanal você está utilizando para aquilo que é realmente importante?

 Lembre-se que tudo o que realizamos que se difere do que é importante gera uma sensação de perda de tempo, de desalinho e até mesmo de frustração ao longo da vida. Assim, convido você a conhecer mais acerca de si mesmo, a refletir sobre quais são seus valores e objetivos de vida, quais são suas metas e qual a melhor estratégia para atingi-los. Convido você a viver o seu melhor lado, a sua plenitude e você verá que o tempo começará a andar ao seu favor e os mesmos 60 minutos por hora parecerão render muito mais!

 A VIDA É CURTA DEMAIS PARA PERDERMOS TEMPO COM O QUE NÃO É IMPORTANTE!

AJA CONFORME OS SEUS PROPÓSITOS E VIVA O SEU MELHOR!

Veja mais sobre Coaching:saiba mais

Organizar e Aprender

Segredos do Sono Reparador

Quantas Horas Estudar?

O Domínio da Matéria

Interesse pela Leitura

Você: Aliado ou Inimigo

Construir a Aprovação

Ensine seu cérebro a produzir energia e não a disperdiçá-la

Excelência: Estado de Fluxo

Qual o seu Estilo de Aprendizagem

Relaxamento Instantâneo

Seu Plano de Estudo

Impulsionando a sua Memória

Regulou o seu Foco?

Técnicas de Memorização

Conhece o Princípio 10/90?

Confiança e Ansiedade na Aprendizagem

Inteligência se Aprende

6 Dicas para Você Concretizar suas Decisões

 image

ANA CAROLINA MENDONÇA é Master Coach com certificação nas especialidades Life e Executive Coaching, pela Federação Brasileira de Coaching Integral Sistêmico, em parceria com a Florida Christian University. Palestrante e Articulista Semanal em Coaching. Servidora pública com atuações no Banco Central do Brasil, no Tribunal Superior do Trabalho e no Conselho Superior da Justiça do Trabalho e com experiências em Planejamento Estratégico, Escritório de Processos e Gerência de Projetos.

Contato: (61) 8413-8543 – anacarolina@coachee.com.br  //  www.coachee.com.br

Coaching para Concursos

Postado em

ORGANIZAR E APRENDER!

* por Ana Carolina Mendonça

Study 

Cara Leitora e Caro Leitor,

Excepcionalmente, esta semana, a nosso coluna Coaching para Concursos foi publicada fora do seu dia de costume, todas as terças-feiras. Próxima semana voltaremos ao dia tradicional.

Aproveite mais um artigo, leia, apreenda e aplique as técnicas sugeridas.

Washington Barbosa

http://www.washingtonbarbosa.com

http://www.facebook.com/professorwashingtonbarbosa

Você se sente motivado a estudar? Você possui um ambiente de estudos organizado? Você produz os seus próprios esquemas e mapas mentais? Você se sente bem estudando? Você consegue se desligar do mundo e se manter concentrado nos seus estudos?

 Quando você estuda, você está absorvendo e inter-relacionando informações dentro do seu cérebro. Significa dizer que você está estruturando esse conhecimento de forma a ser possível resgatar essa mesma informação quando necessário.

 Qual é a sua capacidade de armazenar informações? Por quanto tempo você consegue reter esses mesmos conhecimentos?

 Ao contrário do que muitos pensam, o sabernão ocupa espaço. O conhecimento é dinâmico e serve como instrumento para aperfeiçoar o indivíduo em algum aspecto da sua vida.Quanto mais se aprende, torna-se mais fácil aprender.

 Quem afirma não gostar de estudar, provavelmente está com uma visão estática do conhecimento, reduzindo o estudo a um mero processo de decorar informações estanques e desnecessárias ao contextoem que está inserida e, mais ainda, possivelmente está encontrando dificuldadesem manter organizado o raciocínio, as ideias e o pensamento.

 Frequentemente, o indivíduo se depara com uma quantidade enorme de matérias e de conhecimentos a serem aprendidos e alega falta de tempo e de memória para aprender tudo. Muitos afirmam que enquanto estão estudando uma matéria, costumam esquecer o que estudaram anteriormente.

 Isso se deve, muitas vezes, à desorganização. Para que a sua aprendizagem seja duradoura e a memorização mais eficiente, você deverá estar atento a atitudes essenciais:

 1)     Manter organizado o ambiente de estudo;

2)     Manter organizado os materiais de estudo;

3)     Manter-se alinhado ao seu planejamento de estudo específico e individualizado, monitorando o seu progresso;

4)     Manter a ordem nos demais ambientes (espaços físicos, como a casa eo trabalho; o espaço digital, que inclui toda informação armazenada em computadores, pendrives, HDs e nuvens).

 Observe o ambiente a sua volta. Sinceramente, numa escalade zero a dez, em que zero significa “totalmente desorganizado” e dez representa “altamente organizado”,

 Que nota você daria para a organização do seu quarto, da sua casa, da sua mesa do trabalho?

 [Reflita sobre isso antes de continuar a leitura. Se você sentiu preguiça só de se lembrar da bagunça, por favor, não deixe de ler esse artigo até o final]

 Se as notas não foram muito boas, é sinal de que provavelmente sua mente tampouco esteja organizada, pois a organização/desorganização mental reflete-se na organização/desorganização externa e vice-versa, o que tende a se tornar um círculo vicioso.

 A desorganização mental se exterioriza no ambiente, tornando-o bagunçado. O ambiente desorganizado exige mais esforço e reduz a produtividade, o que gera estresse e/ou perda de tempo, a depender do tipo de reação da pessoa.

 Algumas vão gastar muito mais tempo para realizar as mesmas atividades, fazendo crescer uma insatisfação interna e um desânimo com seus projetos.  Esgotada, a pessoa não se motiva a se organizar, perpetuando a situação improdutiva.

 Outras pessoas se dizem capazes de se adaptar ao ambiente desorganizado. Elas geralmente compensam a perda decorrente da desorganização crescente com a aceleração da mente. No entanto,não se dão conta das consequências gravosas que isso acarreta, como o aumento dos níveis de estresse e de ansiedade, tão prejudiciaisaos estudos, à realização de provas e à vida, como um todo.

 Em um e outro caso, é possível que a pessoa permaneça por longo período presa ao círculo vicioso, até que decida assumir comportamentos diferentes, que lhe trarão mais qualidade de vida e mais gosto por estudar!

 Tenha em mente que romper com qualquer círculo vicioso exige determinação e persistência, mas os benefícios são altamente compensadores!

 Para sair desse círculo vicioso, a dica é se organizar e criar novos hábitos. A organização engloba o ambiente de estudos, a agenda semanal e, principalmente, o material de estudos (inclusive os resumos, esquemas e mapas mentais gerados a partir do estudo). Consequentemente, o aluno estará mais integrado ao processo de aprendizagem, sendo capaz de, em primeiro lugar, organizar o conhecimento externamente para, assim, mantê-lo também organizado internamente.

 Organizar o conhecimento externamente está intimamente associado à ideia de montar seu próprio material de revisão, que o acompanhará até a prova. Esse material será bastante útil para realizar constantes revisões, as quais consolidarão as sinapses neurais de armazenamento e resgate do conhecimento.

 O tempo investido com as novas habilidades e atitudes tem se mostrado altamente compensador a) pelo aumento da produtividade na aprendizagem, b) pela redução da ansiedade e do estresse, c) pela melhoria da qualidade da memorização e d) pelos melhores resultados em provas de alto rendimento.

 Das coisas que estão sobre a sua mesa de estudo ou de trabalho, o que é realmente essencial? Quanta coisa tem ocupado espaço sem necessidade? Quanta coisa você guarda sob o argumento de que um dia será útil, mas que de fato nunca serão utilizadas? Quanto tempo você leva para encontrar o que precisa?

 Experimente por um dia libertar-se da desorganização! Permita livrar-se da poluição visual e digital! Depois, avalie o seu aumento de disposição e de produtividade e escreva pra mim contando os resultados e as mudanças que você conseguiu realizar!

 

Veja mais sobre Coaching:saiba mais

Segredos do Sono Reparador

Quantas Horas Estudar?

O Domínio da Matéria

Interesse pela Leitura

Você: Aliado ou Inimigo

Construir a Aprovação

Ensine seu cérebro a produzir energia e não a disperdiçá-la

Excelência: Estado de Fluxo

Qual o seu Estilo de Aprendizagem

Relaxamento Instantâneo

Seu Plano de Estudo

Impulsionando a sua Memória

Regulou o seu Foco?

Técnicas de Memorização

Conhece o Princípio 10/90?

Confiança e Ansiedade na Aprendizagem

Inteligência se Aprende

6 Dicas para Você Concretizar suas Decisões

imageANA CAROLINA MENDONÇA é Master Coach com certificação em Coaching Integral Sistêmico, nas especialidades Life e Executive Coaching, pela Federação Brasileira de Coaching Integral Sistêmico, em parceria com a Florida Christian University. Palestrante e Articulista Semanal em Coaching. Com experiências no Banco Central do Brasil e no Tribunal Superior do Trabalho, onde participou do Planejamento Estratégico Institucional, exerceu a Gerência de Projetos, dentre eles, a estruturação do Escritório de Processos. Atualmente, concilia suas atividades no Conselho Superior da Justiça do Trabalho com o trabalho no Coaching.

Contato: (61) 8413-8543 – anacarolina@coachee.com.br