Mudança

Coaching para Concurso

Postado em Atualizado em

Por Ana Carolina Mendonça

coaching2

Você já parou para analisar quais são seus hábitos?

Eles geram benefícios na sua vida ou lhe fazem perder tempo, produtividade e qualidade de vida?

Desde o momento em que você acorda até a hora que vai dormir você realiza várias ações de forma automática. Esses são os padrões de comportamento que já foram internalizados pelo seu cérebro e se constituíram como seus hábitos.

O desafio é perceber quais deles promovem produtividade e qualidade de vida; e quais deles geram desequilíbrio, perda de tempo e sensação de incapacidade.

Conseguir gerenciar os próprios hábitos não é tarefa fácil, mas é decisivo para promover que você alcance seus objetivos. Nesse sentido, o Coaching oferece ferramentas específicas para identificar os hábitos indesejáveis e substituí-los por bons hábitos. Isso é fundamental para promover melhores resultados.

Lembrando as palavras de Albert Einstein, “insanidade é continuar fazendo sempre a mesma coisa e esperar resultados diferentes”.

Com aproximadamente trinta dias de foco e força de vontade é possível internalizar novos hábitos. A ideia não é pretender de uma hora pra outra fazer tudo perfeitamente, pois isso geraria estresse, ansiedade e levaria à frustração; mas, sim, de forma estratégica e embasada no autoconhecimento, promover novos comportamentos, dia após dia, até que eles se constituam em hábitos positivos e proveitosos.

E você, até quando vai permitir que os seus próprios hábitos o afastem dos seus sonhos e objetivos?

Viva a sua vida plenamente!!

VEJA MAIS SOBRE COACHING:

O que você precisa saber antes de fazer  Coaching – Parte 1

Tempo: o seu bem mais precioso

Organizar e Aprender

Ana Carolina

*ANA CAROLINA MENDONÇA é uma eterna aprendiz, entusiasta pela mente e capacidades humanas. Master Coach Integral Sistêmico, certificada pela Florida Christian University. Palestrante. Articulista semanal. Contadora, com experiências na Administração Pública em Planejamento Estratégico, Auditoria, Escritório de Processos e Gerência de Projetos. Atualmente aprofunda seus conhecimentos nas áreas da Psicologia e Neurociência.

Contato: anacarolina@coachee.com.br  |  www.coachee.com.br

Coaching para Concurso

Postado em Atualizado em

Por Ana Carolina Mendonça

coaching2

Você já parou para analisar quais são seus hábitos?

Eles geram benefícios na sua vida ou lhe fazem perder tempo, produtividade e qualidade de vida?

Desde o momento em que você acorda até a hora que vai dormir você realiza várias ações de forma automática. Esses são os padrões de comportamento que já foram internalizados pelo seu cérebro e se constituíram como seus hábitos.

O desafio é perceber quais deles promovem produtividade e qualidade de vida; e quais deles geram desequilíbrio, perda de tempo e sensação de incapacidade.

Conseguir gerenciar os próprios hábitos não é tarefa fácil, mas é decisivo para promover que você alcance seus objetivos. Nesse sentido, o Coaching oferece ferramentas específicas para identificar os hábitos indesejáveis e substituí-los por bons hábitos. Isso é fundamental para promover melhores resultados.

Lembrando as palavras de Albert Einstein, “insanidade é continuar fazendo sempre a mesma coisa e esperar resultados diferentes”.

Com aproximadamente trinta dias de foco e força de vontade é possível internalizar novos hábitos. A ideia não é pretender de uma hora pra outra fazer tudo perfeitamente, pois isso geraria estresse, ansiedade e levaria à frustração; mas, sim, de forma estratégica e embasada no autoconhecimento, promover novos comportamentos, dia após dia, até que eles se constituam em hábitos positivos e proveitosos.

E você, até quando vai permitir que os seus próprios hábitos o afastem dos seus sonhos e objetivos?

Viva a sua vida plenamente!!

VEJA MAIS SOBRE COACHING:

O que você precisa saber antes de fazer  Coaching – Parte 1

Tempo: o seu bem mais precioso

Organizar e Aprender

Ana Carolina

*ANA CAROLINA MENDONÇA é uma eterna aprendiz, entusiasta pela mente e capacidades humanas. Master Coach Integral Sistêmico, certificada pela Florida Christian University. Palestrante. Articulista semanal. Contadora, com experiências na Administração Pública em Planejamento Estratégico, Auditoria, Escritório de Processos e Gerência de Projetos. Atualmente aprofunda seus conhecimentos nas áreas da Psicologia e Neurociência.

Contato: anacarolina@coachee.com.br  |  www.coachee.com.br

Coaching para Concurso

Postado em Atualizado em

Por Ana Carolina Mendonça

Coaching

Você já parou para analisar quais são seus hábitos?

Eles geram benefícios na sua vida ou lhe fazem perder tempo, produtividade e qualidade de vida?

Desde o momento em que você acorda até a hora que vai dormir você realiza várias ações de forma automática. Esses são os padrões de comportamento que já foram internalizados pelo seu cérebro e se constituíram como seus hábitos.

O desafio é perceber quais deles promovem produtividade e qualidade de vida; e quais deles geram desequilíbrio, perda de tempo e sensação de incapacidade.

Conseguir gerenciar os próprios hábitos não é tarefa fácil, mas é decisivo para promover que você alcance seus objetivos. Nesse sentido, o Coaching oferece ferramentas específicas para identificar os hábitos indesejáveis e substituí-los por bons hábitos. Isso é fundamental para promover melhores resultados.

Lembrando as palavras de Albert Einstein, “insanidade é continuar fazendo sempre a mesma coisa e esperar resultados diferentes”.

Com aproximadamente trinta dias de foco e força de vontade é possível internalizar novos hábitos. A ideia não é pretender de uma hora pra outra fazer tudo perfeitamente, pois isso geraria estresse, ansiedade e levaria à frustração; mas, sim, de forma estratégica e embasada no autoconhecimento, promover novos comportamentos, dia após dia, até que eles se constituam em hábitos positivos e proveitosos.

E você, até quando vai permitir que os seus próprios hábitos o afastem dos seus sonhos e objetivos?

Viva a sua vida plenamente!!

VEJA MAIS SOBRE COACHING:

O que você precisa saber antes de fazer  Coaching – Parte 1

Tempo: o seu bem mais precioso

Organizar e Aprender

Ana Carolina

*ANA CAROLINA MENDONÇA é uma eterna aprendiz, entusiasta pela mente e capacidades humanas. Master Coach Integral Sistêmico, certificada pela Florida Christian University. Palestrante. Articulista semanal. Contadora, com experiências na Administração Pública em Planejamento Estratégico, Auditoria, Escritório de Processos e Gerência de Projetos. Atualmente aprofunda seus conhecimentos nas áreas da Psicologia e Neurociência.

Contato: anacarolina@coachee.com.br  |  www.coachee.com.br

Dia do Advogado

Postado em Atualizado em

11 de Agosto

Orgulho ou Vergonha?

Por Washington Barbosa

 11 de agosto

Em 11 de agosto de 1827, a Faculdade de Direito de São Paulo foi criada por lei Imperial. Ela é a mais antiga faculdade de direito do Brasil, instituída juntamente com a Faculdade de Direito de Olinda, e mais conhecida como a Faculdade de Direito do Largo do São Francisco.

O dia da criação dos cursos jurídicos no Brasil, acabou por se transformar no dia do Advogado, comemorado com pompa e circunstância por todos os lados do nosso país.

A advocacia foi a profissão que escolhi desde a minha mais tenra idade, ofício que me orgulho e me dedico intensamente. Hoje, impedido do exercício direto da advocacia, dedico-me diuturnamente a contribuir para a formação e atualização de advogados.

Não poderia deixar de lembrar e de me manifestar neste dia dedicado à advocacia. Não obstante, menos do que fatos de destaque e satisfação, tenho de falar em motivos de vergonha e tristeza.

Às vésperas do dia dedicado a nossa querida profissão, fomos todos surpreendidos com a aprovação em caráter conclusivo, pela Câmara Federal, da chamada atividade paralegal, ou assessores de advogados, ou mesmo, como circulou nas redes sociais na última semana, de advogados tabajaras.

Não vou aqui falar sobre os eventuais problemas e desacertos do Exame de Ordem, tampouco do sucateamento do ensino jurídico nacional, muito menos sobre os movimentos dos bacharéis em direito para liberar o exercício da advocacia após a colação de grau no curso de direito.

Particularmente tenho muitas críticas ao Exame Nacional como ele está concebido atualmente. Não concordo com a indústria de cursos preparatórios que se preocupam somente em adestrar os estudantes de direito a marcar, corretamente, o “x” no gabarito. Mas este é assunto para outro artigo.

A minha intenção é chamar a atenção para a criação de uma subclasse de advogados, de estagiários de luxo, que, mesmo graduados, submeter-se-ão a atividades complementares, operacionais e de pouca relevância. Mais do que isto, e principalmente, certamente terão a remuneração pelos seus serviços aviltada.

Não temos de criar soluções paliativas para quem não conseguem aprovação no Exame de Ordem, muito menos criar distinções em nossa tão prestigiosa carreira. Temos sim de lutar contra as uniesquinas da vida, que se preocupam somente em receber as mensalidades e têm o maior descaso com a qualidade dos cursos oferecidos.

Hoje é o dia do Advogado, dia que lembra a criação do ensino jurídico no Brasil. Hoje quero voltar aos tempos gloriosos da Faculdade do Largo do São Francisco, da Faculdade de Olinda, da minha querida e amada Faculdade de Direito da Universidade Federal do Ceará. Hoje quero voltar ao tempo que tínhamos a oportunidade de compartilhar conhecimento com os grandes doutrinadores do direito nacional, quando preocupava-se mais com a formação de um raciocínio crítico jurídico do que com o valor das mensalidades.

No dia que nos é dedicado deveríamos rechaçar esse Projeto de Lei que absurdamente cria os advogados tabajaras, deveríamos refletir sobre a qualidade dos cursos jurídicos no Brasil, deveríamos apoiar o Exame de Ordem como forma de controle social e atestado de conhecimento e proficiência.

Dia 11 de agosto, motivo de orgulho ou vergonha?

wasWASHINGTON LUÍS BATISTA BARBOSA é especialista em Direito Público e em Direito do Trabalho, MBA Marketing e MBA Formação para Altos Executivos; Desempenhou várias funções na carreira pública e privada, dentre as quais: Assessoria Jurídica da Diretoria Geral e Assessoria Técnica da Secretaria Geral da Presidência do Tribunal Superior do Trabalho, Diretor Fiscal da Procuradoria Geral do Governo do Distrito Federal, Cargos de Alta Administração no Conglomerado Banco do Brasil. Coordenador de Cursos Jurídicos, pós-graduação e preparatórios para concursos públicos.

Editor do blogs  http://www.washingtonbarbosa.com,  http://www.twitter.com/wbbarbosa    e https://www.facebook.com/washingtonbarbosa.professor. Autor de vários artigos publicados em revistas especializadas.