horas

Coaching para Concursos

Postado em

ORGANIZAR E APRENDER!

* por Ana Carolina Mendonça

Study 

Cara Leitora e Caro Leitor,

Excepcionalmente, esta semana, a nosso coluna Coaching para Concursos foi publicada fora do seu dia de costume, todas as terças-feiras. Próxima semana voltaremos ao dia tradicional.

Aproveite mais um artigo, leia, apreenda e aplique as técnicas sugeridas.

Washington Barbosa

http://www.washingtonbarbosa.com

http://www.facebook.com/professorwashingtonbarbosa

Você se sente motivado a estudar? Você possui um ambiente de estudos organizado? Você produz os seus próprios esquemas e mapas mentais? Você se sente bem estudando? Você consegue se desligar do mundo e se manter concentrado nos seus estudos?

 Quando você estuda, você está absorvendo e inter-relacionando informações dentro do seu cérebro. Significa dizer que você está estruturando esse conhecimento de forma a ser possível resgatar essa mesma informação quando necessário.

 Qual é a sua capacidade de armazenar informações? Por quanto tempo você consegue reter esses mesmos conhecimentos?

 Ao contrário do que muitos pensam, o sabernão ocupa espaço. O conhecimento é dinâmico e serve como instrumento para aperfeiçoar o indivíduo em algum aspecto da sua vida.Quanto mais se aprende, torna-se mais fácil aprender.

 Quem afirma não gostar de estudar, provavelmente está com uma visão estática do conhecimento, reduzindo o estudo a um mero processo de decorar informações estanques e desnecessárias ao contextoem que está inserida e, mais ainda, possivelmente está encontrando dificuldadesem manter organizado o raciocínio, as ideias e o pensamento.

 Frequentemente, o indivíduo se depara com uma quantidade enorme de matérias e de conhecimentos a serem aprendidos e alega falta de tempo e de memória para aprender tudo. Muitos afirmam que enquanto estão estudando uma matéria, costumam esquecer o que estudaram anteriormente.

 Isso se deve, muitas vezes, à desorganização. Para que a sua aprendizagem seja duradoura e a memorização mais eficiente, você deverá estar atento a atitudes essenciais:

 1)     Manter organizado o ambiente de estudo;

2)     Manter organizado os materiais de estudo;

3)     Manter-se alinhado ao seu planejamento de estudo específico e individualizado, monitorando o seu progresso;

4)     Manter a ordem nos demais ambientes (espaços físicos, como a casa eo trabalho; o espaço digital, que inclui toda informação armazenada em computadores, pendrives, HDs e nuvens).

 Observe o ambiente a sua volta. Sinceramente, numa escalade zero a dez, em que zero significa “totalmente desorganizado” e dez representa “altamente organizado”,

 Que nota você daria para a organização do seu quarto, da sua casa, da sua mesa do trabalho?

 [Reflita sobre isso antes de continuar a leitura. Se você sentiu preguiça só de se lembrar da bagunça, por favor, não deixe de ler esse artigo até o final]

 Se as notas não foram muito boas, é sinal de que provavelmente sua mente tampouco esteja organizada, pois a organização/desorganização mental reflete-se na organização/desorganização externa e vice-versa, o que tende a se tornar um círculo vicioso.

 A desorganização mental se exterioriza no ambiente, tornando-o bagunçado. O ambiente desorganizado exige mais esforço e reduz a produtividade, o que gera estresse e/ou perda de tempo, a depender do tipo de reação da pessoa.

 Algumas vão gastar muito mais tempo para realizar as mesmas atividades, fazendo crescer uma insatisfação interna e um desânimo com seus projetos.  Esgotada, a pessoa não se motiva a se organizar, perpetuando a situação improdutiva.

 Outras pessoas se dizem capazes de se adaptar ao ambiente desorganizado. Elas geralmente compensam a perda decorrente da desorganização crescente com a aceleração da mente. No entanto,não se dão conta das consequências gravosas que isso acarreta, como o aumento dos níveis de estresse e de ansiedade, tão prejudiciaisaos estudos, à realização de provas e à vida, como um todo.

 Em um e outro caso, é possível que a pessoa permaneça por longo período presa ao círculo vicioso, até que decida assumir comportamentos diferentes, que lhe trarão mais qualidade de vida e mais gosto por estudar!

 Tenha em mente que romper com qualquer círculo vicioso exige determinação e persistência, mas os benefícios são altamente compensadores!

 Para sair desse círculo vicioso, a dica é se organizar e criar novos hábitos. A organização engloba o ambiente de estudos, a agenda semanal e, principalmente, o material de estudos (inclusive os resumos, esquemas e mapas mentais gerados a partir do estudo). Consequentemente, o aluno estará mais integrado ao processo de aprendizagem, sendo capaz de, em primeiro lugar, organizar o conhecimento externamente para, assim, mantê-lo também organizado internamente.

 Organizar o conhecimento externamente está intimamente associado à ideia de montar seu próprio material de revisão, que o acompanhará até a prova. Esse material será bastante útil para realizar constantes revisões, as quais consolidarão as sinapses neurais de armazenamento e resgate do conhecimento.

 O tempo investido com as novas habilidades e atitudes tem se mostrado altamente compensador a) pelo aumento da produtividade na aprendizagem, b) pela redução da ansiedade e do estresse, c) pela melhoria da qualidade da memorização e d) pelos melhores resultados em provas de alto rendimento.

 Das coisas que estão sobre a sua mesa de estudo ou de trabalho, o que é realmente essencial? Quanta coisa tem ocupado espaço sem necessidade? Quanta coisa você guarda sob o argumento de que um dia será útil, mas que de fato nunca serão utilizadas? Quanto tempo você leva para encontrar o que precisa?

 Experimente por um dia libertar-se da desorganização! Permita livrar-se da poluição visual e digital! Depois, avalie o seu aumento de disposição e de produtividade e escreva pra mim contando os resultados e as mudanças que você conseguiu realizar!

 

Veja mais sobre Coaching:saiba mais

Segredos do Sono Reparador

Quantas Horas Estudar?

O Domínio da Matéria

Interesse pela Leitura

Você: Aliado ou Inimigo

Construir a Aprovação

Ensine seu cérebro a produzir energia e não a disperdiçá-la

Excelência: Estado de Fluxo

Qual o seu Estilo de Aprendizagem

Relaxamento Instantâneo

Seu Plano de Estudo

Impulsionando a sua Memória

Regulou o seu Foco?

Técnicas de Memorização

Conhece o Princípio 10/90?

Confiança e Ansiedade na Aprendizagem

Inteligência se Aprende

6 Dicas para Você Concretizar suas Decisões

imageANA CAROLINA MENDONÇA é Master Coach com certificação em Coaching Integral Sistêmico, nas especialidades Life e Executive Coaching, pela Federação Brasileira de Coaching Integral Sistêmico, em parceria com a Florida Christian University. Palestrante e Articulista Semanal em Coaching. Com experiências no Banco Central do Brasil e no Tribunal Superior do Trabalho, onde participou do Planejamento Estratégico Institucional, exerceu a Gerência de Projetos, dentre eles, a estruturação do Escritório de Processos. Atualmente, concilia suas atividades no Conselho Superior da Justiça do Trabalho com o trabalho no Coaching.

Contato: (61) 8413-8543 – anacarolina@coachee.com.br

Coaching para Concursos

Postado em Atualizado em

OS SEGREDOS DO

SONO REPARADOR

* por Ana Carolina Mendonça

 good-morning-wake-up-happy

 

 

Você acorda descansado e energizado? Quando você acorda, sente que o tempo de sono foi suficiente? Ou durante o dia se sente cansado e indisposto?

 

O sono é essencial para uma vida harmoniosa e para a efetiva aprendizagem, no entanto, muitas das vezes, na correria do dia a dia, o sono é negligenciado e fica para segundo plano.

O sono reparador renova nossas energias físicas e psíquicas. É o momento em  que milhões de células relaxam para repor suas energias. Quem dorme bem, promove inteligência, evita transtornos psíquicos e problemas psicossomáticos. Mas, lembre-se, ter um sono reparador vai além de simplesmente dormir.

Mesmo dormindo, certas pessoas não descansam, ou seja, não conseguem repor integralmente sua força e disposição. Hoje em dia, a principal causa para isso é a agitação da mente, que consome muita energia e prejudica o poder reparatório do organismo. Não tranquilizar a mente antes de dormir e levar os problemas para a cama é trair a sua Paz e sua Qualidade de Vida.

O sono influencia até mesmo a sua personalidade. Você será uma pessoa agradável, tolerável ou insuportável, a depender da qualidade do seu sono.

Sinceramente, você se considera uma pessoa serena ou impulsiva? Quantas horas de sono contínuo você tem por noite? Você dorme em ambiente escuro e silencioso? Qual é a qualidade do seu sono?

A insônia e as noites maldormidas destroem a serenidade, bloqueiam a memória e levam o ser humano a reagir sem pensar, por instinto, como um animal. Ou seja, reduz o raciocínio.

Além disso, estudos neurocientíficos mostram que dormir bem pode ser essencial para a manutenção da bainha de mielina dos neurônios, camada responsável pela condução do impulso nervoso de uma célula à outra. Problemas nessa membrana levam à esclerose múltipla, doença degenerativa severa marcada pela perda da coordenação motora.

 “O sono ajuda na regeneração celular. Ele propicia as condições ideais para produzir mielina e repor a que naturalmente se desgastou”, diz uma das autoras, a neurocientista Chiara Cirelli. Ela explica que o reparo provavelmente leva semanas ou até meses. Ou seja, uma noite de sono perdida ou maldormida pode interromper o processo.

 “Se você despreza seu sono, estará destruindo o reator da vida”  Augusto Cury

 Sem o sono reparador, o corpo e a emoção ficam drasticamente debilitados. É impossível ser saudável e ter bom rendimento sem dormir bem.

Para melhorar o desempenho do seu dia e a qualidade do seu sono, seguem algumas dicas simples e altamente eficientes: faça a sua última refeição do dia pelo menos uma hora antes de se deitar, evite aparelhos eletrônicos no mínimo meia hora antes de dormir, faça exercícios regularmente, trabalhe com alegria, mantenha bons pensamentos (foco nas soluções e não nos problemas), não guarde ressentimentos, perdoe (o maior beneficiado é você mesmo), relaxe sua mente, procure deitar-se sempre no mesmo horário e valorize suas horas de sono!

 A qualidade do seu sono depende do seu dia e a qualidade do seu dia depende do seu sono!

 Compartilhe comigo suas experiências, dúvidas e sugestões!

Bons Estudos!

Veja mais sobre Coaching:saiba mais

Quantas Horas Estudar?

O Domínio da Matéria

Interesse pela Leitura

Você: Aliado ou Inimigo

Construir a Aprovação

Ensine seu cérebro a produzir energia e não a disperdiçá-la

Excelência: Estado de Fluxo

Qual o seu Estilo de Aprendizagem

Relaxamento Instantâneo

Seu Plano de Estudo

Impulsionando a sua Memória

Regulou o seu Foco?

Técnicas de Memorização

Conhece o Princípio 10/90?

Confiança e Ansiedade na Aprendizagem

Inteligência se Aprende

6 Dicas para Você Concretizar suas Decisões

image

ANA CAROLINA MENDONÇA é Master Coach com certificação Internacional em Coaching Integral Sistêmico, nas especialidades Life e Executive Coaching, pela Federação Brasileira de Coaching Integral Sistêmico, em parceria com a Florida Christian University. Palestrante e Articulista Semanal em Coaching. Com experiências no Banco Central do Brasil e no Tribunal Superior do Trabalho, onde participou do Planejamento Estratégico Institucional, exerceu a Gerência de Projetos, dentre eles, a estruturação do Escritório de Processos. Atualmente, concilia suas atividades no Conselho Superior da Justiça do Trabalho com o trabalho no Coaching.

Contato: (61) 8413-8543 – anacarolina@coachee.com.br

Coaching para Concursos

Postado em Atualizado em

Quantas horas estudar?

* por Ana Carolina Mendonça

 

 il_570xN.414744127_bh5n

Quantas horas por dia ou por semana você pode destinar ao estudo? Quantas horas você efetivamente dedica ao estudo? Quão proveitosas são suas horas de estudo? Quanto você dedica a aprimorar sua aprendizagem?

 Se você tomou a decisão de investir nos estudos, seja para fazer um mestrado ou um doutorado, seja para se preparar para uma prova específica ou um concurso público, você certamente precisou fazer algumas adaptações na sua agenda de atividades semanais.

 Você já se perguntou quantas horas você deveria estudar por dia ou por semana para efetivamente alcançar seu objetivo?

 É possível que, ao refletir sobre esse assunto, você concorde com Frank Zappa, quando disse: “So many books, so little time”, ou seja, tantos livros (tanta matéria) e tão pouco tempo. O que fazer nesse caso?

 Ignorar atividades essenciais com o objetivo de apenas estudar não significa exatamente “ganhar tempo”, como pensam alguns. Conforme os ensinamentos do professor William Douglas, o número ideal de horas para se estudar é o maior número que você puder, mantida a qualidade de vida e do estudo.

 Assim, se você almeja o sucesso deve se organizar para aproveitar ao máximo o seu tempo, encontrar brechas entre uma atividade e outra, detectar intervalos ociosos do dia para convertê-los em mais horas de estudo. No entanto, para um bom aproveitamento desse tempo é preciso manter o equilíbrio de corpo, mente e espírito, o que, certamente, é peça fundamental para realizar uma boa prova.

 Dessa forma, se, em termos de quantidade, há um limite máximo de horas de estudo diário e semanal; em termos de qualidade, há muito o que se possa fazer para intensificar a preparação, propiciar mais efetividade no estudo e resultar em um melhor rendimento.

 Assim, a dica de hoje é: encontre o seu número ideal de horas de estudo semanal, aquele que se adapte à sua realidade, às suas atribuições pessoais, aquele que você se compromete verdadeiramente para alcançar o seu objetivo. Não se preocupe se, num primeiro momento, você não conseguiu destinar tantas horas como gostaria, provavelmente, com o tempo, você aumente esse número. A seguir, focalize seus esforços para tornar essas horas o mais produtivas possível!

 Não adianta apenas estudar, é crucial saber estudar. Estudar com excelência engloba aproveitar bem o tempo, manter o foco, a concentração, a organização, saber o que se deve estudar, saber priorizar a matéria, realizar monitoramento do aproveitamento dos estudos, ter feedback, desenvolver resiliência, paciência, disciplina, comprometimento e determinação.

 Quantas horas você tem destinado ao seu estudo? Você considera muito, pouco ou razoável? E em termos de qualidade, como você avalia?

 O que você pode fazer diferente essa semana para aumentar seu rendimento?

 Compartilhe comigo suas experiências, dúvidas e sugestões!

Bons Estudos!

Veja mais sobre Coaching:saiba mais

O Domínio da Matéria

Interesse pela Leitura

Você: Aliado ou Inimigo

Construir a Aprovação

Ensine seu cérebro a produzir energia e não a disperdiçá-la

Excelência: Estado de Fluxo

Qual o seu Estilo de Aprendizagem

Relaxamento Instantâneo

Seu Plano de Estudo

Impulsionando a sua Memória

Regulou o seu Foco?

Técnicas de Memorização

Conhece o Princípio 10/90?

Confiança e Ansiedade na Aprendizagem

Inteligência se Aprende

6 Dicas para Você Concretizar suas Decisões

image

ANA CAROLINA MENDONÇA é Master Coach com certificação Internacional em Coaching Integral Sistêmico, nas especialidades Life e Executive Coaching, pela Federação Brasileira de Coaching Integral Sistêmico, em parceria com a Florida Christian University. Palestrante e Articulista Semanal em Coaching. Com experiências no Banco Central do Brasil e no Tribunal Superior do Trabalho, onde participou do Planejamento Estratégico Institucional, exerceu a Gerência de Projetos, dentre eles, a estruturação do Escritório de Processos. Atualmente, concilia suas atividades no Conselho Superior da Justiça do Trabalho com o trabalho no Coaching.

Contato: (61) 8413-8543 – anacarolina@coachee.com.br