estresse

Coaching para Concursos

Postado em Atualizado em

Por Ana Carolina Mendonça

coaching

O estresse faz parte do seu sistema de defesa. Em situações de perigo, ele é responsável pelas reações fisiológicas que o ajudam a enfrentar a situação ou fugir.

Nessas situações, a adrenalina exerce importante papel: acelera o coração, aumenta a pressão arterial e garante mais sangue nos membros e no cérebro para reagir a situações com rapidez. Percebendo isso, muitas pessoas acrescentam, conscientes ou inconscientemente, pequenas doses de pressão a suas vidas, de modo a gerar adrenalina e torná-las mais motivadas, ágeis e produtivas. Um típico exemplo é deixar para resolver as coisas de última hora. Você já percebeu o quanto consegue ser mais ágil nesses momentos?

Quando o estresse passou a ser parte normal da vida, passamos também a conhecer o segundo conceito da palavra estresse: desgaste físico e mental .

Você conhece os efeitos a médio e longo prazos?

A lista é enorme, envolve doenças físicas e psicológicas. O estresse contínuo tende a levar à sensação de desgaste constante, alteração de sono, esgotamento da energia e a provocar perda de interesse pelas coisas, problemas de atenção, concentração e memória, irritabilidade, além de ansiedade, depressão, hipertensão, mudança de apetite, alterações de humor, queda da imunidade, infecções, diabetes, doenças cardíacas. A pessoa em estresse tende a manter comportamentos prejudiciais à saúde, como comer em excesso e abusar de álcool, drogas ilícitas e remédios.

Certa vez, escutei que o estresse opera como os cupins, que roem a madeira de dentro pra fora; é muitas vezes silencioso e quando se mostra, já danificou órgãos, comprometeu a vida profissional e os relacionamentos familiares, conjugais ou profissionais. O estresse atinge sorrateiramente todas as áreas da vida.

Para saber se você está sendo corroído internamente pelos cupins do estresse, reflita calmamente:

Como você reage às situações adversas?

A sua vida te traz muitas preocupações? Você costuma se cobrar excessivamente?

Você costuma reagir antes de pensar? Você se considera pessimista (ou realista)?

Qual a qualidade do seu sono? Você acorda cansado ou bem disposto?

Você sente desânimos e falta de energia?

Ter uma visão positiva ou negativa dos fatos influenciará fortemente a sua relação ao estresse. É no campo dos pensamentos que tudo acontece. O pensamento negativo já representa para o cérebro a situação de perigo, pois o cérebro reage igualmente às situações fáticas e às imaginárias. O medo e a ansiedade geram estresse e são, ao mesmo tempo, consequência dele.

O perfil de pessoas com tendência ao pessimismo ou ao perfeccionismo ou que querem agradar a todos o tempo todo está intimamente relacionado ao estresse, o pensamento delas se invade por preocupações, muitas das vezes, desnecessárias.

Por outro lado, sentir prazer ameniza o impacto do estresse. Pessoas que não se permitem momentos de profundo relaxamento e lazer, bem como aquelas que não se permitem gozar a satisfação de ter completado uma tarefa, seja ela qual for, costumam sentir os efeitos destrutivos do estresse.

10 Dicas para evitar o desgaste emocional e físico do estresse:

  1. Evitar a pressa desmedida que atrapalha as relações interpessoais;
  2. Realizar atividades físicas;
  3. Manter alimentação saudável;
  4. Regular as emoções e criar dentro de si um ambiente saudável que inspire tranquilidade e calma;
  5. Destinar tempo ao lazer e à meditação;
  6. Brincar com seu animal de estimação;
  7. Buscar se autoconhecer;
  8. Estabelecer as suas prioridades na vida;
  9. Focar naquilo que é importante (e não só no que é urgente);
  10. Assumir uma postura otimista em relação à vida.

Você é responsável por construir seu destino e garantir a qualidade de sua vida! Aproveite a sua semana!

VEJA MAIS SOBRE COACHING:

Tempo: o seu bem mais precioso

Organizar e Aprender

Segredos do Sono Reparador

 

Ana Carolina*ANA CAROLINA MENDONÇA é uma eterna aprendiz, entusiasta pela mente e capacidades humanas. Master Coach Integral Sistêmico, certificada pela Florida Christian University. Palestrante. Articulista semanal. Contadora, com experiências na Administração Pública em Planejamento Estratégico, Auditoria, Escritório de Processos e Gerência de Projetos. Atualmente aprofunda seus conhecimentos nas áreas da Psicologia e Neurociência.

Contato: anacarolina@coachee.com.br  |  www.coachee.com.br

Coaching para Concursos

Postado em Atualizado em

Por Ana Carolina Mendonça

CoachingO estresse faz parte do seu sistema de defesa. Em situações de perigo, ele é responsável pelas reações fisiológicas que o ajudam a enfrentar a situação ou fugir.

Nessas situações, a adrenalina exerce importante papel: acelera o coração, aumenta a pressão arterial e garante mais sangue nos membros e no cérebro para reagir a situações com rapidez. Percebendo isso, muitas pessoas acrescentam, conscientes ou inconscientemente, pequenas doses de pressão a suas vidas, de modo a gerar adrenalina e torná-las mais motivadas, ágeis e produtivas. Um típico exemplo é deixar para resolver as coisas de última hora. Você já percebeu o quanto consegue ser mais ágil nesses momentos?

Quando o estresse passou a ser parte normal da vida, passamos também a conhecer o segundo conceito da palavra estresse: desgaste físico e mental .

Você conhece os efeitos a médio e longo prazos?

A lista é enorme, envolve doenças físicas e psicológicas. O estresse contínuo tende a levar à sensação de desgaste constante, alteração de sono, esgotamento da energia e a provocar perda de interesse pelas coisas, problemas de atenção, concentração e memória, irritabilidade, além de ansiedade, depressão, hipertensão, mudança de apetite, alterações de humor, queda da imunidade, infecções, diabetes, doenças cardíacas. A pessoa em estresse tende a manter comportamentos prejudiciais à saúde, como comer em excesso e abusar de álcool, drogas ilícitas e remédios.

Certa vez, escutei que o estresse opera como os cupins, que roem a madeira de dentro pra fora; é muitas vezes silencioso e quando se mostra, já danificou órgãos, comprometeu a vida profissional e os relacionamentos familiares, conjugais ou profissionais. O estresse atinge sorrateiramente todas as áreas da vida.

Para saber se você está sendo corroído internamente pelos cupins do estresse, reflita calmamente:

Como você reage às situações adversas?

A sua vida te traz muitas preocupações? Você costuma se cobrar excessivamente?

Você costuma reagir antes de pensar? Você se considera pessimista (ou realista)?

Qual a qualidade do seu sono? Você acorda cansado ou bem disposto?

Você sente desânimos e falta de energia?

Ter uma visão positiva ou negativa dos fatos influenciará fortemente a sua relação ao estresse. É no campo dos pensamentos que tudo acontece. O pensamento negativo já representa para o cérebro a situação de perigo, pois o cérebro reage igualmente às situações fáticas e às imaginárias. O medo e a ansiedade geram estresse e são, ao mesmo tempo, consequência dele.

O perfil de pessoas com tendência ao pessimismo ou ao perfeccionismo ou que querem agradar a todos o tempo todo está intimamente relacionado ao estresse, o pensamento delas se invade por preocupações, muitas das vezes, desnecessárias.

Por outro lado, sentir prazer ameniza o impacto do estresse. Pessoas que não se permitem momentos de profundo relaxamento e lazer, bem como aquelas que não se permitem gozar a satisfação de ter completado uma tarefa, seja ela qual for, costumam sentir os efeitos destrutivos do estresse.

10 Dicas para evitar o desgaste emocional e físico do estresse:

  1. Evitar a pressa desmedida que atrapalha as relações interpessoais;
  2. Realizar atividades físicas;
  3. Manter alimentação saudável;
  4. Regular as emoções e criar dentro de si um ambiente saudável que inspire tranquilidade e calma;
  5. Destinar tempo ao lazer e à meditação;
  6. Brincar com seu animal de estimação;
  7. Buscar se autoconhecer;
  8. Estabelecer as suas prioridades na vida;
  9. Focar naquilo que é importante (e não só no que é urgente);
  10. Assumir uma postura otimista em relação à vida.

Você é responsável por construir seu destino e garantir a qualidade de sua vida! Aproveite a sua semana!

VEJA MAIS SOBRE COACHING:

Tempo: o seu bem mais precioso

Organizar e Aprender

Segredos do Sono Reparador

 

Ana Carolina*ANA CAROLINA MENDONÇA é uma eterna aprendiz, entusiasta pela mente e capacidades humanas. Master Coach Integral Sistêmico, certificada pela Florida Christian University. Palestrante. Articulista semanal. Contadora, com experiências na Administração Pública em Planejamento Estratégico, Auditoria, Escritório de Processos e Gerência de Projetos. Atualmente aprofunda seus conhecimentos nas áreas da Psicologia e Neurociência.

Contato: anacarolina@coachee.com.br  |  www.coachee.com.br

Coaching para Concursos

Postado em Atualizado em

Por Ana Carolina Mendonça

Wb1

O estresse faz parte do seu sistema de defesa. Em situações de perigo, ele é responsável pelas reações fisiológicas que o ajudam a enfrentar a situação ou fugir.

Nessas situações, a adrenalina exerce importante papel: acelera o coração, aumenta a pressão arterial e garante mais sangue nos membros e no cérebro para reagir a situações com rapidez. Percebendo isso, muitas pessoas acrescentam, conscientes ou inconscientemente, pequenas doses de pressão a suas vidas, de modo a gerar adrenalina e torná-las mais motivadas, ágeis e produtivas. Um típico exemplo é deixar para resolver as coisas de última hora. Você já percebeu o quanto consegue ser mais ágil nesses momentos?

Quando o estresse passou a ser parte normal da vida, passamos também a conhecer o segundo conceito da palavra estresse: desgaste físico e mental .

Você conhece os efeitos a médio e longo prazos?

A lista é enorme, envolve doenças físicas e psicológicas. O estresse contínuo tende a levar à sensação de desgaste constante, alteração de sono, esgotamento da energia e a provocar perda de interesse pelas coisas, problemas de atenção, concentração e memória, irritabilidade, além de ansiedade, depressão, hipertensão, mudança de apetite, alterações de humor, queda da imunidade, infecções, diabetes, doenças cardíacas. A pessoa em estresse tende a manter comportamentos prejudiciais à saúde, como comer em excesso e abusar de álcool, drogas ilícitas e remédios.

Certa vez, escutei que o estresse opera como os cupins, que roem a madeira de dentro pra fora; é muitas vezes silencioso e quando se mostra, já danificou órgãos, comprometeu a vida profissional e os relacionamentos familiares, conjugais ou profissionais. O estresse atinge sorrateiramente todas as áreas da vida.

Para saber se você está sendo corroído internamente pelos cupins do estresse, reflita calmamente:

Como você reage às situações adversas?

A sua vida te traz muitas preocupações? Você costuma se cobrar excessivamente?

Você costuma reagir antes de pensar? Você se considera pessimista (ou realista)?

Qual a qualidade do seu sono? Você acorda cansado ou bem disposto?

Você sente desânimos e falta de energia?

Ter uma visão positiva ou negativa dos fatos influenciará fortemente a sua relação ao estresse. É no campo dos pensamentos que tudo acontece. O pensamento negativo já representa para o cérebro a situação de perigo, pois o cérebro reage igualmente às situações fáticas e às imaginárias. O medo e a ansiedade geram estresse e são, ao mesmo tempo, consequência dele.

O perfil de pessoas com tendência ao pessimismo ou ao perfeccionismo ou que querem agradar a todos o tempo todo está intimamente relacionado ao estresse, o pensamento delas se invade por preocupações, muitas das vezes, desnecessárias.

Por outro lado, sentir prazer ameniza o impacto do estresse. Pessoas que não se permitem momentos de profundo relaxamento e lazer, bem como aquelas que não se permitem gozar a satisfação de ter completado uma tarefa, seja ela qual for, costumam sentir os efeitos destrutivos do estresse.

10 Dicas para evitar o desgaste emocional e físico do estresse:

  1. Evitar a pressa desmedida que atrapalha as relações interpessoais;
  2. Realizar atividades físicas;
  3. Manter alimentação saudável;
  4. Regular as emoções e criar dentro de si um ambiente saudável que inspire tranquilidade e calma;
  5. Destinar tempo ao lazer e à meditação;
  6. Brincar com seu animal de estimação;
  7. Buscar se autoconhecer;
  8. Estabelecer as suas prioridades na vida;
  9. Focar naquilo que é importante (e não só no que é urgente);
  10. Assumir uma postura otimista em relação à vida.

Você é responsável por construir seu destino e garantir a qualidade de sua vida! Aproveite a sua semana!

 

foto_pose_5ANA CAROLINA MENDONÇA é Master Coach com certificação nas especialidades Life e Executive Coaching, pela Federação Brasileira de Coaching Integral Sistêmico, em parceria com a Florida Christian University. Palestrante e Articulista Semanal em Coaching. Servidora pública com atuações no Banco Central do Brasil, no Tribunal Superior do Trabalho e no Conselho Superior da Justiça do Trabalho e com experiências em Planejamento Estratégico, Escritório de Processos e Gerência de Projetos.

Contato: (61) 8413-8543 – anacarolina@coachee.com.br  //  www.coachee.com.br

Veja mais sobre Coaching:

Seu Projeto Possui Certificado de Qualidade?

Juntos na Caminhada

Deixar o emprego para estudar é uma boa ideia?

Siga em frente!

A Copa das Copas

Faça da Música sua Aliada

Sempre Avante

Tempo: o seu bem mais precioso

Organizar e Aprender

Segredos do Sono Reparador

Quantas Horas Estudar?

O Domínio da Matériasaiba mais

Interesse pela Leitura

Você: Aliado ou Inimigo

Construir a Aprovação

Ensine seu cérebro a produzir energia e não a disperdiçá-la

Excelência: Estado de Fluxo

Qual o seu Estilo de Aprendizagem

Relaxamento Instantâneo

Seu Plano de Estudo

Impulsionando a sua Memória

Regulou o seu Foco?

Técnicas de Memorização

Conhece o Princípio 10/90?

Confiança e Ansiedade na Aprendizagem

Inteligência se Aprende

Acompanhe, curta e compartilhe

Washington Luís Batista Barbosa

http://www.washingtonbarbosa.com

http://www.facebook.com/washingtonbarbosa.professor

Coaching para Concursos

Postado em

ORGANIZAR E APRENDER!

* por Ana Carolina Mendonça

Study 

Cara Leitora e Caro Leitor,

Excepcionalmente, esta semana, a nosso coluna Coaching para Concursos foi publicada fora do seu dia de costume, todas as terças-feiras. Próxima semana voltaremos ao dia tradicional.

Aproveite mais um artigo, leia, apreenda e aplique as técnicas sugeridas.

Washington Barbosa

http://www.washingtonbarbosa.com

http://www.facebook.com/professorwashingtonbarbosa

Você se sente motivado a estudar? Você possui um ambiente de estudos organizado? Você produz os seus próprios esquemas e mapas mentais? Você se sente bem estudando? Você consegue se desligar do mundo e se manter concentrado nos seus estudos?

 Quando você estuda, você está absorvendo e inter-relacionando informações dentro do seu cérebro. Significa dizer que você está estruturando esse conhecimento de forma a ser possível resgatar essa mesma informação quando necessário.

 Qual é a sua capacidade de armazenar informações? Por quanto tempo você consegue reter esses mesmos conhecimentos?

 Ao contrário do que muitos pensam, o sabernão ocupa espaço. O conhecimento é dinâmico e serve como instrumento para aperfeiçoar o indivíduo em algum aspecto da sua vida.Quanto mais se aprende, torna-se mais fácil aprender.

 Quem afirma não gostar de estudar, provavelmente está com uma visão estática do conhecimento, reduzindo o estudo a um mero processo de decorar informações estanques e desnecessárias ao contextoem que está inserida e, mais ainda, possivelmente está encontrando dificuldadesem manter organizado o raciocínio, as ideias e o pensamento.

 Frequentemente, o indivíduo se depara com uma quantidade enorme de matérias e de conhecimentos a serem aprendidos e alega falta de tempo e de memória para aprender tudo. Muitos afirmam que enquanto estão estudando uma matéria, costumam esquecer o que estudaram anteriormente.

 Isso se deve, muitas vezes, à desorganização. Para que a sua aprendizagem seja duradoura e a memorização mais eficiente, você deverá estar atento a atitudes essenciais:

 1)     Manter organizado o ambiente de estudo;

2)     Manter organizado os materiais de estudo;

3)     Manter-se alinhado ao seu planejamento de estudo específico e individualizado, monitorando o seu progresso;

4)     Manter a ordem nos demais ambientes (espaços físicos, como a casa eo trabalho; o espaço digital, que inclui toda informação armazenada em computadores, pendrives, HDs e nuvens).

 Observe o ambiente a sua volta. Sinceramente, numa escalade zero a dez, em que zero significa “totalmente desorganizado” e dez representa “altamente organizado”,

 Que nota você daria para a organização do seu quarto, da sua casa, da sua mesa do trabalho?

 [Reflita sobre isso antes de continuar a leitura. Se você sentiu preguiça só de se lembrar da bagunça, por favor, não deixe de ler esse artigo até o final]

 Se as notas não foram muito boas, é sinal de que provavelmente sua mente tampouco esteja organizada, pois a organização/desorganização mental reflete-se na organização/desorganização externa e vice-versa, o que tende a se tornar um círculo vicioso.

 A desorganização mental se exterioriza no ambiente, tornando-o bagunçado. O ambiente desorganizado exige mais esforço e reduz a produtividade, o que gera estresse e/ou perda de tempo, a depender do tipo de reação da pessoa.

 Algumas vão gastar muito mais tempo para realizar as mesmas atividades, fazendo crescer uma insatisfação interna e um desânimo com seus projetos.  Esgotada, a pessoa não se motiva a se organizar, perpetuando a situação improdutiva.

 Outras pessoas se dizem capazes de se adaptar ao ambiente desorganizado. Elas geralmente compensam a perda decorrente da desorganização crescente com a aceleração da mente. No entanto,não se dão conta das consequências gravosas que isso acarreta, como o aumento dos níveis de estresse e de ansiedade, tão prejudiciaisaos estudos, à realização de provas e à vida, como um todo.

 Em um e outro caso, é possível que a pessoa permaneça por longo período presa ao círculo vicioso, até que decida assumir comportamentos diferentes, que lhe trarão mais qualidade de vida e mais gosto por estudar!

 Tenha em mente que romper com qualquer círculo vicioso exige determinação e persistência, mas os benefícios são altamente compensadores!

 Para sair desse círculo vicioso, a dica é se organizar e criar novos hábitos. A organização engloba o ambiente de estudos, a agenda semanal e, principalmente, o material de estudos (inclusive os resumos, esquemas e mapas mentais gerados a partir do estudo). Consequentemente, o aluno estará mais integrado ao processo de aprendizagem, sendo capaz de, em primeiro lugar, organizar o conhecimento externamente para, assim, mantê-lo também organizado internamente.

 Organizar o conhecimento externamente está intimamente associado à ideia de montar seu próprio material de revisão, que o acompanhará até a prova. Esse material será bastante útil para realizar constantes revisões, as quais consolidarão as sinapses neurais de armazenamento e resgate do conhecimento.

 O tempo investido com as novas habilidades e atitudes tem se mostrado altamente compensador a) pelo aumento da produtividade na aprendizagem, b) pela redução da ansiedade e do estresse, c) pela melhoria da qualidade da memorização e d) pelos melhores resultados em provas de alto rendimento.

 Das coisas que estão sobre a sua mesa de estudo ou de trabalho, o que é realmente essencial? Quanta coisa tem ocupado espaço sem necessidade? Quanta coisa você guarda sob o argumento de que um dia será útil, mas que de fato nunca serão utilizadas? Quanto tempo você leva para encontrar o que precisa?

 Experimente por um dia libertar-se da desorganização! Permita livrar-se da poluição visual e digital! Depois, avalie o seu aumento de disposição e de produtividade e escreva pra mim contando os resultados e as mudanças que você conseguiu realizar!

 

Veja mais sobre Coaching:saiba mais

Segredos do Sono Reparador

Quantas Horas Estudar?

O Domínio da Matéria

Interesse pela Leitura

Você: Aliado ou Inimigo

Construir a Aprovação

Ensine seu cérebro a produzir energia e não a disperdiçá-la

Excelência: Estado de Fluxo

Qual o seu Estilo de Aprendizagem

Relaxamento Instantâneo

Seu Plano de Estudo

Impulsionando a sua Memória

Regulou o seu Foco?

Técnicas de Memorização

Conhece o Princípio 10/90?

Confiança e Ansiedade na Aprendizagem

Inteligência se Aprende

6 Dicas para Você Concretizar suas Decisões

imageANA CAROLINA MENDONÇA é Master Coach com certificação em Coaching Integral Sistêmico, nas especialidades Life e Executive Coaching, pela Federação Brasileira de Coaching Integral Sistêmico, em parceria com a Florida Christian University. Palestrante e Articulista Semanal em Coaching. Com experiências no Banco Central do Brasil e no Tribunal Superior do Trabalho, onde participou do Planejamento Estratégico Institucional, exerceu a Gerência de Projetos, dentre eles, a estruturação do Escritório de Processos. Atualmente, concilia suas atividades no Conselho Superior da Justiça do Trabalho com o trabalho no Coaching.

Contato: (61) 8413-8543 – anacarolina@coachee.com.br