coach

Coaching para Concursos

Postado em Atualizado em

*por Ana Carolina Mendonça

coaching2

Você conhece a sua melhor maneira de aprender? Você já parou para analisar como a sua memória registra melhor os fatos e conhecimentos?

A questão fundamental é que as pessoas não são iguais, e a forma como cada um assimila informações e conteúdo são diferentes.

Para se ter uma ideia, experimente fazer uma caminhada em grupo no parque ou outro lugar movimentado. Ao final do trajeto, peça que cada um, em separado, fale sobre suas percepções a respeito da caminhada e o sobre o que observou no trajeto. Você irá observar que a mesma situação gera percepções distintas, levando a memorizações de aspectos diferenciados, de acordo com o foco da atenção de cada um.

Nossos sentidos são responsáveis por perceber o mundo e as informações que nos rodeiam. É por meio deles que interagimos com o meio. Mas, especialmente, quando falamos de aprendizagem, concentração, memorização e recordação de informações, os sentidos não reagem da mesma forma em todos os indivíduos.

Significa dizer que certas pessoas compreendem melhor uma informação visual; outras, uma informação auditiva (um som); e outros aprenderiam muito melhor baseados em experiência motora.  Procure identificar seu perfil com a ajuda do quadro a seguir.

VISUAL

AUDITIVO CINESTÉSICO
Como você aprende

Vendo, sendo capaz de fazer uma imagem imediata do que está recebendo como informação

Ouvindo, sendo capaz de montar uma história com a informação que está recebendo Fazendo ou executando, sendo capaz de guiar-se pela experiência motora
O que distrai sua atenção

Estímulos visuais em demasia ou conflitantes. Grande número de informações recebidas

Ruídos de fundo. Estímulos auditivos dados rapidamente para serem convertidos em informações auditivas Estímulos conflitantes visuais e/ou auditivos. Ser impedido de mover-se ou de fazer algo
Processamento de informação

Tende a devanear quando está pensando. Pensa em ritmo rápido

Os olhos tendem a ficar fixos quando está pensando. Seus pensamentos ocorrem em uma velocidade moderada Pessoas que tendem a olhar para baixo quando estão pensando. Seus pensamentos ocorrem em um ritmo mais lento
Como você interage com o ambiente

Verifica sempre o que está acontecendo ao seu redor

Ouve o que está sendo dito a sua volta e não parece consciente de modificações no plano visual Mais focalizado em si, bastante consciente do clima que o circunda; não parece consciente da atividade visual.
Estilos de organização

A percepção é global; percebe o todo e, se necessário, decompõe em partes a percepção inicial.

– Organizados; dependem de informações detalhadas e de instruções passo a passo;- São orientados pela linguagem;- Repetem para si o que devem memorizar. – Organização gradual, criativa e divergente. Não há modelos definidos e estatísticos para aprendizagem;- Chega a conclusões diferentes da maioria.

Fonte: Livro Processamento Auditivo: Fundamentos e Terapias , de Ana Maria Alvarez, Editora Lovise.

Conhecer seu ponto forte é como um comandante de transatlântico que consegue posicionar seu navio exatamente a favor da corrente marítima, ela a impulsiona. Com mesmo esforço são atingidos melhores resultados, mais eficiência.

Se você está em dúvidas, um Coach pode lhe auxiliar a descobrir o seu perfil de aprendizagem para alavancar sua estratégia de estudos.

A experiência tem comprovado que comumente pessoas apresentam mais que um sentido aguçado, o que permite mesclar técnicas distintas na sua estratégia de estudos.

E você, a sua estratégia de estudos está alinhada ao seu perfil de aprendizagem?

VEJA MAIS SOBRE COACHING:

O que você precisa saber antes de fazer  Coaching – Parte 1

Tempo: o seu bem mais precioso

Organizar e Aprender

Ana Carolina

*ANA CAROLINA MENDONÇA é uma eterna aprendiz, entusiasta pela mente e capacidades humanas. Master Coach Integral Sistêmico, certificada pela Florida Christian University. Palestrante. Articulista semanal. Contadora, com experiências na Administração Pública em Planejamento Estratégico, Auditoria, Escritório de Processos e Gerência de Projetos. Atualmente aprofunda seus conhecimentos nas áreas da Psicologia e Neurociência.

Contato: anacarolina@coachee.com.br  |  www.coachee.com.br

Anúncios

Coaching para Concursos

Postado em Atualizado em

*por Ana Carolina Mendonça

coaching2

Você conhece a sua melhor maneira de aprender? Você já parou para analisar como a sua memória registra melhor os fatos e conhecimentos?

A questão fundamental é que as pessoas não são iguais, e a forma como cada um assimila informações e conteúdo são diferentes.

Para se ter uma ideia, experimente fazer uma caminhada em grupo no parque ou outro lugar movimentado. Ao final do trajeto, peça que cada um, em separado, fale sobre suas percepções a respeito da caminhada e o sobre o que observou no trajeto. Você irá observar que a mesma situação gera percepções distintas, levando a memorizações de aspectos diferenciados, de acordo com o foco da atenção de cada um.

Nossos sentidos são responsáveis por perceber o mundo e as informações que nos rodeiam. É por meio deles que interagimos com o meio. Mas, especialmente, quando falamos de aprendizagem, concentração, memorização e recordação de informações, os sentidos não reagem da mesma forma em todos os indivíduos.

Significa dizer que certas pessoas compreendem melhor uma informação visual; outras, uma informação auditiva (um som); e outros aprenderiam muito melhor baseados em experiência motora.  Procure identificar seu perfil com a ajuda do quadro a seguir.

VISUAL

AUDITIVO CINESTÉSICO
Como você aprende

Vendo, sendo capaz de fazer uma imagem imediata do que está recebendo como informação

Ouvindo, sendo capaz de montar uma história com a informação que está recebendo Fazendo ou executando, sendo capaz de guiar-se pela experiência motora
O que distrai sua atenção

Estímulos visuais em demasia ou conflitantes. Grande número de informações recebidas

Ruídos de fundo. Estímulos auditivos dados rapidamente para serem convertidos em informações auditivas Estímulos conflitantes visuais e/ou auditivos. Ser impedido de mover-se ou de fazer algo
Processamento de informação

Tende a devanear quando está pensando. Pensa em ritmo rápido

Os olhos tendem a ficar fixos quando está pensando. Seus pensamentos ocorrem em uma velocidade moderada Pessoas que tendem a olhar para baixo quando estão pensando. Seus pensamentos ocorrem em um ritmo mais lento
Como você interage com o ambiente

Verifica sempre o que está acontecendo ao seu redor

Ouve o que está sendo dito a sua volta e não parece consciente de modificações no plano visual Mais focalizado em si, bastante consciente do clima que o circunda; não parece consciente da atividade visual.
Estilos de organização

A percepção é global; percebe o todo e, se necessário, decompõe em partes a percepção inicial.

– Organizados; dependem de informações detalhadas e de instruções passo a passo;- São orientados pela linguagem;- Repetem para si o que devem memorizar. – Organização gradual, criativa e divergente. Não há modelos definidos e estatísticos para aprendizagem;- Chega a conclusões diferentes da maioria.

Fonte: Livro Processamento Auditivo: Fundamentos e Terapias , de Ana Maria Alvarez, Editora Lovise.

Conhecer seu ponto forte é como um comandante de transatlântico que consegue posicionar seu navio exatamente a favor da corrente marítima, ela a impulsiona. Com mesmo esforço são atingidos melhores resultados, mais eficiência.

Se você está em dúvidas, um Coach pode lhe auxiliar a descobrir o seu perfil de aprendizagem para alavancar sua estratégia de estudos.

A experiência tem comprovado que comumente pessoas apresentam mais que um sentido aguçado, o que permite mesclar técnicas distintas na sua estratégia de estudos.

E você, a sua estratégia de estudos está alinhada ao seu perfil de aprendizagem?

VEJA MAIS SOBRE COACHING:

O que você precisa saber antes de fazer  Coaching – Parte 1

Tempo: o seu bem mais precioso

Organizar e Aprender

Ana Carolina

*ANA CAROLINA MENDONÇA é uma eterna aprendiz, entusiasta pela mente e capacidades humanas. Master Coach Integral Sistêmico, certificada pela Florida Christian University. Palestrante. Articulista semanal. Contadora, com experiências na Administração Pública em Planejamento Estratégico, Auditoria, Escritório de Processos e Gerência de Projetos. Atualmente aprofunda seus conhecimentos nas áreas da Psicologia e Neurociência.

Contato: anacarolina@coachee.com.br  |  www.coachee.com.br

Coaching para Concursos

Postado em Atualizado em

*por Ana Carolina Mendonça

Coaching

Você conhece a sua melhor maneira de aprender? Você já parou para analisar como a sua memória registra melhor os fatos e conhecimentos?

A questão fundamental é que as pessoas não são iguais, e a forma como cada um assimila informações e conteúdo são diferentes.

Para se ter uma ideia, experimente fazer uma caminhada em grupo no parque ou outro lugar movimentado. Ao final do trajeto, peça que cada um, em separado, fale sobre suas percepções a respeito da caminhada e o sobre o que observou no trajeto. Você irá observar que a mesma situação gera percepções distintas, levando a memorizações de aspectos diferenciados, de acordo com o foco da atenção de cada um.

Nossos sentidos são responsáveis por perceber o mundo e as informações que nos rodeiam. É por meio deles que interagimos com o meio. Mas, especialmente, quando falamos de aprendizagem, concentração, memorização e recordação de informações, os sentidos não reagem da mesma forma em todos os indivíduos.

Significa dizer que certas pessoas compreendem melhor uma informação visual; outras, uma informação auditiva (um som); e outros aprenderiam muito melhor baseados em experiência motora.  Procure identificar seu perfil com a ajuda do quadro a seguir.

VISUAL

AUDITIVO CINESTÉSICO
Como você aprende

Vendo, sendo capaz de fazer uma imagem imediata do que está recebendo como informação

Ouvindo, sendo capaz de montar uma história com a informação que está recebendo Fazendo ou executando, sendo capaz de guiar-se pela experiência motora
O que distrai sua atenção

Estímulos visuais em demasia ou conflitantes. Grande número de informações recebidas

Ruídos de fundo. Estímulos auditivos dados rapidamente para serem convertidos em informações auditivas Estímulos conflitantes visuais e/ou auditivos. Ser impedido de mover-se ou de fazer algo
Processamento de informação

Tende a devanear quando está pensando. Pensa em ritmo rápido

Os olhos tendem a ficar fixos quando está pensando. Seus pensamentos ocorrem em uma velocidade moderada Pessoas que tendem a olhar para baixo quando estão pensando. Seus pensamentos ocorrem em um ritmo mais lento
Como você interage com o ambiente

Verifica sempre o que está acontecendo ao seu redor

Ouve o que está sendo dito a sua volta e não parece consciente de modificações no plano visual Mais focalizado em si, bastante consciente do clima que o circunda; não parece consciente da atividade visual.
Estilos de organização

A percepção é global; percebe o todo e, se necessário, decompõe em partes a percepção inicial.

– Organizados; dependem de informações detalhadas e de instruções passo a passo;- São orientados pela linguagem;- Repetem para si o que devem memorizar. – Organização gradual, criativa e divergente. Não há modelos definidos e estatísticos para aprendizagem;- Chega a conclusões diferentes da maioria.

Fonte: Livro Processamento Auditivo: Fundamentos e Terapias , de Ana Maria Alvarez, Editora Lovise.

Conhecer seu ponto forte é como um comandante de transatlântico que consegue posicionar seu navio exatamente a favor da corrente marítima, ela a impulsiona. Com mesmo esforço são atingidos melhores resultados, mais eficiência.

Se você está em dúvidas, um Coach pode lhe auxiliar a descobrir o seu perfil de aprendizagem para alavancar sua estratégia de estudos.

A experiência tem comprovado que comumente pessoas apresentam mais que um sentido aguçado, o que permite mesclar técnicas distintas na sua estratégia de estudos.

E você, a sua estratégia de estudos está alinhada ao seu perfil de aprendizagem?

VEJA MAIS SOBRE COACHING:

O que você precisa saber antes de fazer  Coaching – Parte 1

Tempo: o seu bem mais precioso

Organizar e Aprender

Ana Carolina

*ANA CAROLINA MENDONÇA é uma eterna aprendiz, entusiasta pela mente e capacidades humanas. Master Coach Integral Sistêmico, certificada pela Florida Christian University. Palestrante. Articulista semanal. Contadora, com experiências na Administração Pública em Planejamento Estratégico, Auditoria, Escritório de Processos e Gerência de Projetos. Atualmente aprofunda seus conhecimentos nas áreas da Psicologia e Neurociência.

Contato: anacarolina@coachee.com.br  |  www.coachee.com.br

Coaching para Concursos

Postado em Atualizado em

*por Ana Carolina Mendonça

coac

Você conhece a sua melhor maneira de aprender? Você já parou para analisar como a sua memória registra melhor os fatos e conhecimentos?

A questão fundamental é que as pessoas não são iguais, e a forma como cada um assimila informações e conteúdo são diferentes.

Para se ter uma ideia, experimente fazer uma caminhada em grupo no parque ou outro lugar movimentado. Ao final do trajeto, peça que cada um, em separado, fale sobre suas percepções a respeito da caminhada e o sobre o que observou no trajeto. Você irá observar que a mesma situação gera percepções distintas, levando a memorizações de aspectos diferenciados, de acordo com o foco da atenção de cada um.

Nossos sentidos são responsáveis por perceber o mundo e as informações que nos rodeiam. É por meio deles que interagimos com o meio. Mas, especialmente, quando falamos de aprendizagem, concentração, memorização e recordação de informações, os sentidos não reagem da mesma forma em todos os indivíduos.

Significa dizer que certas pessoas compreendem melhor uma informação visual; outras, uma informação auditiva (um som); e outros aprenderiam muito melhor baseados em experiência motora.  Procure identificar seu perfil com a ajuda do quadro a seguir.

VISUAL

AUDITIVO CINESTÉSICO
Como vocêaprende

Vendo, sendo capaz de fazer uma imagem imediata do que está recebendo como informação

Ouvindo, sendo capaz de montar umahistória com a informação que está recebendo Fazendo ou executando, sendo capaz de guiar-se pela experiência motora
O que distrai sua atenção

Estímulos visuais em demasia ou conflitantes. Grande número de informações recebidas

Ruídos de fundo. Estímulos auditivos dados rapidamente para serem convertidos em informações auditivas Estímulos conflitantes visuais e/ou auditivos. Ser impedido de mover-se ou de fazer algo
Processamento de informação

Tende a devanear quando está pensando. Pensa em ritmo rápido

Os olhos tendem a ficar fixos quando está pensando. Seus pensamentos ocorrem em uma velocidade moderada Pessoas que tendem a olhar para baixo quando estão pensando. Seus pensamentos ocorrem em um ritmo mais lento
Como vocêinterage com oambiente

Verifica sempre o que está acontecendo ao seu redor

Ouve o que está sendo dito a sua volta e não parece consciente de modificações no plano visual Mais focalizado em si, bastante consciente do clima que o circunda; não parece consciente da atividade visual.
Estilos de organização

A percepção é global; percebe o todo e, se necessário, decompõe em partes a percepção inicial.

– Organizados; dependem de informações detalhadas e de instruções passo a passo;- São orientados pela linguagem;- Repetem para si o que devemmemorizar. – Organização gradual, criativa e divergente. Não há modelos definidos e estatísticos para aprendizagem;- Chega a conclusõesdiferentes da maioria.

Fonte: LivroProcessamentoAuditivo: Fundamentos e Terapias , de Ana Maria Alvarez, EditoraLovise.

Conhecer seu ponto forte é como um comandante de transatlântico que consegue posicionar seu navio exatamente a favor da corrente marítima, ela a impulsiona. Com mesmo esforço são atingidos melhores resultados, mais eficiência.

Se você está em dúvidas, um Coach pode lhe auxiliar a descobrir o seu perfil de aprendizagem para alavancar suaestratégia de estudos.

A experiência tem comprovado que comumente pessoas apresentam mais que um sentido aguçado, o que permite mesclar técnicas distintas na sua estratégia de estudos.

E você, a sua estratégia de estudos está alinhada ao seu perfil de aprendizagem?

Veja mais sobre Coaching:saiba mais

Impulsionando a sua Memória

Regulou o seu Foco?

Técnicas de Memorização

Conhece o Princípio 10/90?

Confiança e Ansiedade na Aprendizagem

Inteligência se Aprende

Viva a sua melhor versão!!

foto_pose_5

ANA CAROLINA MENDONÇA é Master Coach com certificação nas especialidades Life e Executive Coaching, pela Federação Brasileira de Coaching Integral Sistêmico, em parceria com a Florida Christian University. Palestrante e Articulista Semanal em Coaching. Servidora pública com atuações no Banco Central do Brasil, no Tribunal Superior do Trabalho e no Conselho Superior da Justiça do Trabalho e com experiências em Planejamento Estratégico, Escritório de Processos e Gerência de Projetos.

Contato: (61) 8413-8543 –

anacarolina@coachee.com.br  // www.coachee.com.br

**O Coaching é uma metodologia que permite você compreender melhor a sua situação atual, definir exatamente onde você quer chegar e projetar ações efetivas para alcançar os seus objetivos! Conheça mais e se surpreenda com os seus próprios resultados!!

Coaching para Concursos

Postado em Atualizado em

Coaching

Por muito tempo se acreditou que inteligência era algo inato, alguns nasciam inteligentes enquanto outros deveriam se contentar com a “ dura realidade” de serem desprovidos dessa virtude. Entretanto, os avanços científicos têm derrubado esse mito e demonstrado que inteligência se aprende e se aperfeiçoa.

 É verdade que, ao nascermos, nosso cérebro não é uma folha de papel em branco, somos dotados de algumas habilidades e conhecimentos mínimos instintivos (como respirar, sugar, chorar) que nos permitem a sobrevivência nos primeiros momentos de vida. No entanto, a inteligência, propriamente dita, apresenta-se como um imenso potencial a ser exercitado e desenvolvido com o tempo, ela não existe pronta, o cérebro é que aprende a ser inteligente.

 Do ponto de vista da biologia, a importância da inteligência reside na necessidade evolutiva de aperfeiçoamento das capacidades de sobrevivência, a fim de tornar o ser mais adaptável, criativo e capaz de superar as situações adversas.

 A palavra inteligência, segundo o dicionário Larousse, além de indicar o “conjunto das funções mentais que têm por objeto o conhecimento conceitual e racional”, significa também “aptidão, capacidade de escolher entre várias alternativas, de se adaptar a diferentes situações, de julgar”. Assim, a inteligência é o entendimento, mas também odiscernimento das situações. Ela pode ser medida pela capacidade de se processar dados e informações, gerando decisões e reações.

 A cada necessidade ou dificuldade com que nos deparamos, o cérebro tem a oportunidade de se exercitar, de buscar a solução e desenvolver novas sinapses neurais. E, por isso, há de ser motivo de agradecimento passar pelas dificuldades e problemas que a vida oferece, pois são excelentes oportunidades de crescimento e nos tornam mais fortes e mais inteligentes. E, afinal, o que é um problema? Segundo o dicionário Larousse, significa uma “questão proposta para discussão e resolução”.

 Para a saúde e aprimoramento do cérebro, ele precisa funcionar. É nesse sentido que a rotina se torna uma inimiga, ela não lhe concede a chance de cumprir sua missão. Na rotina, o cérebro não precisa criar, pensar, inovar. E para quebrar a rotina, não é necessário ir muito longe, pode até ser apenas mentalmente. Um bom exercício é imaginar certa situação e projetar como a solucionaria, como reagiria. O cérebro não distingue o real do imaginado, ele buscará a solução da mesma forma.

 O cérebro precisa entender a finalidade do que está realizando, é importante que você diga a ele por que e para que você deseja realizar algo, isso o tornará mais eficaz. Em tudo aquilo que “fazemos só por fazer” perdemos tempo e energia e não alcançamos a excelência. Não tenha receio de “gastar o cérebro”! Ele não se gasta, só se fortalece sempre que o utilizamos!

 No processo de aprendizagem, o cérebro constrói sinapses neurais que serão acionadas “automaticamente” em situações similares, tornando mais ágeis o reflexo e o raciocínio.

 Mas lembre-se que tão importante como buscar meios de aperfeiçoar a capacidade cognitiva e de percepção é aprender a confiar no seu cérebro. Sem ansiedade ele estará livre para encontrar as soluções!

 Esse é um espaço em que compartilho com os leitores temas sobre inteligência, aprendizagem e coaching!

Se você tem interesse ou curiosidade sobre algum assunto específico, deixe seu comentário!

Ótima semana!

 

foto_pose_5ANA CAROLINA MENDONÇA é Master Coach com certificação nas especialidades Life e Executive Coaching, pela Federação Brasileira de Coaching Integral Sistêmico, em parceria com a Florida Christian University. Palestrante e Articulista Semanal em Coaching. Servidora pública com atuações no Banco Central do Brasil, no Tribunal Superior do Trabalho e no Conselho Superior da Justiça do Trabalho e com experiências em Planejamento Estratégico, Escritório de Processos e Gerência de Projetos.

Contato: (61) 8413-8543 – anacarolina@coachee.com.br  //  www.coachee.com.br

Veja mais sobre Coaching:

Dicas para evitar o Estresse

Seu Projeto Possui Certificado de Qualidade?

Juntos na Caminhada

Deixar o emprego para estudar é uma boa ideia?

Siga em frente!

A Copa das Copas

Faça da Música sua Aliada

Sempre Avante

Tempo: o seu bem mais precioso

Organizar e Aprender

Segredos do Sono Reparador

Quantas Horas Estudar?

O Domínio da Matériasaiba mais

Interesse pela Leitura

Você: Aliado ou Inimigo

Construir a Aprovação

Ensine seu cérebro a produzir energia e não a disperdiçá-la

Excelência: Estado de Fluxo

Qual o seu Estilo de Aprendizagem

Relaxamento Instantâneo

Seu Plano de Estudo

Impulsionando a sua Memória

Regulou o seu Foco?

Técnicas de Memorização

Conhece o Princípio 10/90?

Confiança e Ansiedade na Aprendizagem

Acompanhe, curta e compartilhe

Washington Luís Batista Barbosa

http://www.washingtonbarbosa.com

http://www.facebook.com/washingtonbarbosa.professor

Coaching para Concursos

Postado em Atualizado em

Por Ana Carolina Mendonça

 

O seu cérebro se molda a partir dos estímulos que recebe.

O que você faz, pensa e sente determina como será o seu cérebro. Isso se deve a uma importante característica desse misterioso órgão do corpo humano: a plasticidade.

Se, por exemplo, você começar hoje atocar violão e praticar diariamente; em algum tempo seu cérebro dominará essa habilidade. Em uma pessoa que toca violão, as áreas no seu cérebro referentes a coordenação dos dedos e ao ouvido musical são mais desenvolvidas do que as de uma pessoa que não toca um instrumento musical.

Da mesma forma, se você parar de tocar violão, as áreas que foram desenvolvidas deixam de receber estímulos, gerando um retrocesso naquela habilidade, similar à atrofia muscular.

Visto de outro modo, se, por acaso, você possui a “habilidade” de pensar de forma negativa e de reclamar de tudo, saiba que seu cérebro se desenvolveu para isso. Se você deseja mudar esse comportamento, precisará de bastante força de vontade e determinação.

“Esquecer” uma habilidade é desafiador, embora não seja impossível. Para isso, a melhor técnica é a repetição diária: executar os hábitos novos, mesmo que não esteja sentindo vontade; e deixar de executar os antigos, mesmo que esteja com muita vontade de fazê-los.

Aos poucos você constrói uma nova forma de pensar e de ver o mundo!

Fique atento! O seu cérebro aplica essa plasticidade a tudo,desde a reabilitação após uma lesão, passando por adaptações a novos ambientes até determinar o comportamento e as reações de uma pessoa.

Por um instante, lembre-se da última vez em que realmente sentiu raiva de algo ou de alguém. Por breves instantes, volte à cena e reflita: Como você estava se sentindo? Quais pensamentos lhe vieram à mente? O que você pensou em fazer? Quanto tempo levou para passar a raiva?

Nesse exemplo da sua vida, você consegue perceber o quanto a sua mente trabalhou para manter e aumentar a sua raiva?

Quando uma pessoa mantém pensamentos fixos (sejam eles positivos ou negativos) todo o corpo e, inclusive, a mente se prepara para transformar aquele pensamento/sentimento em ação.

No exemplo da raiva, pensamentos e memórias vêm à tona reforçando a raiva e enfraquecendo tudo o que contrapõem a esta raiva, ou seja, a mente da pessoa se inunda de recordações negativas e se esquece das lembranças positivas. De fato, sentir raiva intensifica as sinapses neurais que geram a raiva e enfraquecem as sinapses neurais relacionadas à paz, à harmonia e ao entendimento.

Por meio desse mecanismo, doenças e sofrimentos são criados ou estimulados. Mas, da mesma forma, se a pessoa estiver orientada a pensamentos/sentimentos positivos e proativos poderá promover saúde, bem-estar, amor e felicidade em sua vida.

Tudo isso se deve à plasticidade do seu cérebro!

O que você pretende reforçar na sua vida? O que você pretende construir?

Pense bem nasescolhas que tem tomado!

Ótima semana!

 

foto_pose_5ANA CAROLINA MENDONÇA é Master Coach com certificação nas especialidades Life e Executive Coaching, pela Federação Brasileira de Coaching Integral Sistêmico, em parceria com a Florida Christian University. Palestrante e Articulista Semanal em Coaching. Servidora pública com atuações no Banco Central do Brasil, no Tribunal Superior do Trabalho e no Conselho Superior da Justiça do Trabalho e com experiências em Planejamento Estratégico, Escritório de Processos e Gerência de Projetos.

Contato: (61) 8413-8543 – anacarolina@coachee.com.br  //  www.coachee.com.br

Veja mais sobre Coaching:

Dicas para evitar o Estresse

Seu Projeto Possui Certificado de Qualidade?

Juntos na Caminhada

Deixar o emprego para estudar é uma boa ideia?

Siga em frente!

A Copa das Copas

Faça da Música sua Aliada

Sempre Avante

Tempo: o seu bem mais precioso

Organizar e Aprender

Segredos do Sono Reparador

Quantas Horas Estudar?

O Domínio da Matériasaiba mais

Interesse pela Leitura

Você: Aliado ou Inimigo

Construir a Aprovação

Ensine seu cérebro a produzir energia e não a disperdiçá-la

Excelência: Estado de Fluxo

Qual o seu Estilo de Aprendizagem

Relaxamento Instantâneo

Seu Plano de Estudo

Impulsionando a sua Memória

Regulou o seu Foco?

Técnicas de Memorização

Conhece o Princípio 10/90?

Confiança e Ansiedade na Aprendizagem

Inteligência se Aprende

Acompanhe, curta e compartilhe

Washington Luís Batista Barbosa

http://www.washingtonbarbosa.com

http://www.facebook.com/washingtonbarbosa.professor

Coaching para Concursos

Postado em Atualizado em

CELEBRAR OS PEQUENOS PASSOS FAZ A DIFERENÇA!

 Por Ana Carolina Mendonça*

Coaching

Quais foram os seus ganhos na última semana? Quantos você consegue listar?

Semana passada falamos sobre Seguir em Frente, comentamos que as pessoas de sucesso levam isso a sério e até se empurram para a frente, quando necessário. Elas realizam suas atividades, elas se mantém em produtividade e se animam para a vida, ainda que sem uma forte vontade interior. Elas, na verdade, tomam a decisão de criar a vontade por si mesmas, não esperam por outras pessoas ou pelas circunstâncias, levantam-se e agem.

Em quantas circunstâncias você optou por seguir em frente, apesar das circunstâncias? Quantas tarefas você concluiu? E quantas vezes você se validou e reconheceu que fez a coisa certa?

Para te auxiliar a trilhar seu caminho e seguir em frente, hoje falaremos de mais um importante ingrediente de sucesso: celebrar cada passo.

Seja qual for o seu objetivo, haverá uma trajetória até ele, formada de vários pequenos passos. Cada dia dedicado ao seu objetivo, cada atividade realizada rumo ao seu sonho, cada hora dedicada ao atingimento de suas metas representam passos na longa caminhada.

Como você encara esses passos a percorrer? Eles são para você martírios pelos quais você deve passar se quiser alcançar seu objetivo ou valiosos momentos de aperfeiçoamento que o conduzem aos seus sonhos?

Encará-los como um martírio, reclamar, entristecer-se e lamentar fará com que tudo fique mais pesado e será como estar caminhando com um saco de pedras nas costas. O caminho, efetivamente, será como um martírio, mas porque VOCÊ o fez assim.

Por outro lado, toda vez que você é capaz de contemplar, vivenciar e celebrar cada passo dado, o seu combustível interno é renovado. Ainda que o corpo se canse, a alma relaxa, pois sabe que está no caminho e sabe que algo melhor o espera.

Se você se identificou mais com a segunda situação, parabéns! Continue contemplando e celebrando cada esforço e cada passo percorrido, você certamente irá longe!

Entretanto, se o seu caminho está penoso e difícil, se cada atividade do seu dia é uma verdadeira luta, tranquilize-se, saiba que VOCÊ mesmo pode aos poucos mudar essa situação seguindo apenas duas dicas importantes.

1ª Dica: Subdivida as suas metas, em pequenos passos.

Qualquer atividade aparentemente difícil, complexa ou chata pode ser dividida em pequenos passos, de pouca representatividade, bem mais fáceis de serem realizados.

Para isso, você poderá utilizar desde uma simples lista de tarefas até uma planilha de planejamento e monitoramento, a escolha é sua!

2ª Dica: Celebre cada passo, cada ganho.

Validar cada vitória não exige festas ou presentes, mas sim, um reconhecimento sincero do seu esforço. A ideia é vibrar com cada um de seus ganhos reconhecer que cumpriu a tarefa e sentir-se feliz e realizado por cada passo dado.

Veja o caso do “João”: Ele sonha em seguir a carreira da Magistratura. No entanto, pensar que deverá enfrentar o concurso de Juiz, a princípio lhe causava muita ansiedade e um certo medo. Quando ele optou por montar seu planejamento de estudos de médio e de curto prazo, detalhando cada uma das atividades necessárias para cumprir sua meta, ele direcionou o foco da sua atenção para essas tarefas menores e começou a concretizar uma a uma, celebrando com entusiasmo cada etapa cumprida.

O medo e a ansiedade de João perderam força quando ele mudou o foco: ao invés de manter a atenção voltada para o concurso, como um todo, ele passou a realizar cada pequena tarefa, dia após dia, de forma muito mais tranquila e engajada.

Ademais, o ato de celebrar cada tarefa cumprida fortalece a autoconfiança, reforça o engajamento bem como a capacidade de superação. A energia se renova!

Entretanto, é bastante comum vermos pessoas não celebrarem seus ganhos e conquistas simplesmente por considerarem-no ordinário e não reconhecerem nele nenhum motivo a ser celebrado e, assim, perderem a oportunidade de renovar seu combustível interno.

Por isso, exercite reconhecer seus ganhos todos os dias. A proposta é que você não espere grandes conquistas para celebrar, mas que celebre cada sessão de estudo, cada hora concentrada, cada dia em que se levantou na hora certa, cada situação difícil pela qual passou e conseguiu não se aborrecer, cada compromisso que cumpriu, enfim, são inúmeras situações, fatos e acontecimentos que representam passos para o seu equilíbrio pessoal em direção às suas conquistas.

Quanto menor for o ganho que você conseguir verdadeiramente celebrar, mais você estará se fortalecendo!

Tenha uma ótima semana!

 

Bons estudos e uma ótima semana!

Veja mais sobre Coaching:

Siga em frente!

A Copa das Copas

Faça da Música sua Aliada

Sempre Avante

Tempo: o seu bem mais precioso

Organizar e Aprender

Segredos do Sono Reparador

Quantas Horas Estudar?

O Domínio da Matériasaiba mais

Interesse pela Leitura

Você: Aliado ou Inimigo

Construir a Aprovação

Ensine seu cérebro a produzir energia e não a disperdiçá-la

Excelência: Estado de Fluxo

Qual o seu Estilo de Aprendizagem

Relaxamento Instantâneo

Seu Plano de Estudo

Impulsionando a sua Memória

Regulou o seu Foco?

Técnicas de Memorização

Conhece o Princípio 10/90?

Confiança e Ansiedade na Aprendizagem

Inteligência se Aprende

6 Dicas para Você Concretizar suas Decisões

foto_pose_5* ANA CAROLINA MENDONÇA é Master Coach com certificação nas especialidades Life e Executive Coaching, pela Federação Brasileira de Coaching Integral Sistêmico, em parceria com a Florida Christian University. Palestrante e Articulista Semanal em Coaching. Servidora pública com atuações no Banco Central do Brasil, no Tribunal Superior do Trabalho e no Conselho Superior da Justiça do Trabalho e com experiências em Planejamento Estratégico, Escritório de Processos e Gerência de Projetos.

Contato: (61) 8413-8543 – anacarolina@coachee.com.br  // www.coachee.com.br