PROPOSTAS DO CNMP PARA SEGURANÇA PÚBLICA

Postado em

 

Lançamento da ENASP: CNMP propõe medidas

para acelerar processos de homicídio

 

Aconteceu na manhã de hoje, 22 de fevereiro, a solenidade de lançamento da Estratégia Nacional de Justiça e Segurança (ENASP). Resultado de uma ação integrada entre o Conselho Nacional do Ministério Público, o Conselho Nacional de Justiça e o Ministério da Justiça, a estratégia irá reunir e coordenar as ações das instituições responsáveis pela segurança pública, além de traçar políticas nacionais de combate à violência. Participaram do lançamento os presidentes do CNMP, Roberto Gurgel, e do CNJ, Gilmar Mendes, o ministro da Justiça, Luiz Paulo Teles Barreto, além da conselheira do CNMP Taís Ferraz, entre outras autoridades.

 

Para Roberto Gurgel, a ENASP representa mais um importante marco de um processo relativamente recente no Brasil: o trabalho conjunto das instituições do Estado, em prol de seus objetivos comuns, criando um cenário de compartilhamento de responsabilidades e de busca consensual de soluções.

 

Gurgel destacou a complexidade do tema segurança pública e a necessidade de se adotarem esforços consistentes e persistentes para resultados na área. “O CNMP reafirma a sua disposição para o trabalho conjunto e a sua convicção de que, sem essa comunhão de esforços, absolutamente nada será possível realizar nesse nem em qualquer outro tema”, completou.

 

Durante a solenidade, os órgãos gestores da ENASP apresentaram propostas de ação. O Ministério da Justiça sugeriu a criação de um cadastro nacional de mandados de prisão, passível de alimentação e consulta compartilhadas, o que permitirá, por exemplo, maior efetividade no cumprimento de ordens de prisão. O CNJ propôs plano de ação integrada para acabar com as carceragens em delegacias. Com isso, espera-se garantir os direitos dos presos e diminuir denúncias de maus tratos e de torturas, além das fugas.

 

Plano de ação do CNMP – O CNMP propôs, para execução conjunta com os gestores da Estratégia e demais órgãos do Sistema de Justiça e Segurança Pública, a adoção de medidas para agilizar e dar maior efetividade às investigações, denúncias e julgamentos de ações penais nos crimes de homicídio.

 

Apresentada pela conselheira Taís Ferraz, a proposta parte da constatação de que, quanto maior a demora na apuração de crimes de homicídio, mais difícil é obter provas, menores são as denúncias e maiores os pedidos de arquivamento e de extinção da punibilidade. No Brasil, segundo informações do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), ocorrem cerca de 29 homicídios para cada 100 mil habitantes. A taxa é muito superior à media mundial, de 8,8 homicídios para cada 100 mil habitantes.

 

Além do grande número de crimes, há dificuldade na solução dos casos. A conselheira citou reportagem do jornal Zero Hora, de fevereiro deste ano, dando conta de que 75% dos homicídios registrados na cidade de Porto Alegre ainda estão à espera de solução.

 

Segundo Taís Ferraz, dois fatores interferem no aumento da criminalidade: “a impunidade e a falta de sinergia entre os diversos órgãos responsáveis pela Justiça e pela segurança pública”. O quadro pode ser revertido, segundo ela, com o compartilhamento de soluções e informações, com a utilização de ferramentas de tecnologia, com investimentos em capacitação e aparelhamento, para reduzir o prazo de tramitação dos inquéritos e aumentar o número de crimes apurados com efetividade.

 

O detalhamento da proposta do CNMP, com definição de metas específicas e indicadores de trabalho, constará de plano de trabalho a ser apresentado aos integrantes da ENASP. A próxima reunião está prevista para março.

 

Clique aqui e veja a íntegra da proposta do CNMP. Para fotos sobre o evento, clique aqui

Fonte: CNMP

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s