Início » ARTIGOS » O Japão e os Desastres Naturais

O Japão e os Desastres Naturais

O Povo do Sol Nascente

Por Theófilo Silva

 

O Japão é um país mal aquinhoado pela natureza, é permanentemente assolado por vulcões, terremotos, maremotos e outras desgraças. No entanto, seu povo pequeno e trabalhador, tem assustado o mundo pela sua capacidade de superar obstáculos. O país é um aglomerado de quase sete mil ilhas, das quais apenas quatro delas representam 97% de seu território. A mesma dinastia está no poder há vinte e quatro séculos. De 1603 até 1868 o Japão ficou isolado do mundo, vivendo sob o poder dos Shoguns (Shogunato Tokugawa). Até 1868 o “País do Sol Nascente” ainda era uma nação medieval, cujo regime era uma teocracia com seu imperador deus. Foi em 1945, que o pequenino imperador Hiroíto, por imposição dos americanos, renunciou ao seu caráter divino.
O crescimento da economia japonesa, a partir da revolução Meiji, entre 1861 e 1914 não tem paralelo na história da humanidade. Nesse curto espaço o Japão cresceu de forma tão extraordinária que, historiadores têm dificuldade de explicar tamanho progresso. Nesse período travou uma guerra com a China (1894) e com a Rússia (1905), saindo vencedor nas duas ocasiões. Sob o lema “país rico, exército forte” empresários e militares tomaram o controle do Estado; o exército passou a seguir a tradição alemã Bismarckiana. Foi o passo para tornarem-se uma ditadura militar.
Na primeira metade do século XX o Japão tornou-se uma nação de gangsters, entre 1912 e 1936, cinco primeiros-ministros foram assassinados. O próprio imperador deus sofreu vários atentados. Os partidos políticos eram gangues disfarçadas; o assassínio e as brigas no parlamento era algo corriqueiro.
Mas a situação econômica do Japão era gravíssima, faltava tudo por lá. A escassez de matéria prima era crônica e não havia espaço para até mesmo para plantar. O arroz, base da dieta nipônica, precisava ser importado. O país chegava a economizar, sem nenhum exagero, palito de fósforos e até mesmo pele de rato. Os japoneses estavam consumindo menos de mil calorias, dieta insuficiente para manter um ser humano saudável, numa população que crescia num ritmo vertiginoso. A emigração foi inevitável e eles precisavam de espaço urgentemente. E espaço havia na vizinha China. Em 1937 invadiram mais uma vez a dividida China e cometeram as maiores atrocidades possíveis. Os japoneses não faziam prisioneiros, matavam-nos.
Em 1941, acossado pelos EUA, aliados da China, necessitando urgentemente de aço e petróleo, declararam guerra aos EUA e a Holanda atacaram as Índias Orientais Holandesas, (atual Indonésia). Até o fim de 1943, agora fazendo parte do Eixo com Alemanha e Itália, o pequenino Japão era o senhor da Ásia.
As batalhas que se desenrolaram entre EUA e Japão durante a Segunda Guerra Mundial foram das mais brutais e encarniçadas que se tem notícia. Os nipônicos se comportaram como bestas humanas, desconhecedores da palavra “rendição”; matavam e suicidavam-se em nome do Imperador. Quase dois milhões de japoneses morreram na guerra. Os americanos explodiram 67 de suas cidades e, mesmo assim eles não se renderam. Só mesmo as famigeradas bombas atômicas os fizeram curvar-se e “suportar o insuportável”, no dizer do pequeno Hiroíto.
Hoje, o Japão é uma nação ordeira e pacífica – um exemplo para o mundo – com um povo que cultiva a responsabilidade coletiva. A tragédia que se abateu sobre a nação, o povo que precisou roubar terras do mar, para sobreviver, será superada. O Japão de agora nos faz chorar, não de ódio, como no passado, mas de amor. Os japoneses são admiráveis e merecem todo o nosso apoio e carinho!

 

Theófilo Silva é autor do livro A Paixão Segundo Shakespeare e colaborador do site www.washingtonbarbosa.com

ESTE ARTIGO REFLETE A OPINIÃO DO AUTOR, E NÃO NECESSARIAMENTE  A POSIÇÃO DO SITE www.washingtonbarbosa.com. O SITE NÃO PODE SER RESPONSABILIZADO PELAS INFORMAÇÕES ACIMA OU POR QUALQUER PREJUÍZO DE QUALQUER NATUREZA EM DECORRÊNCIA DO USO DESSAS INFORMAÇÕES

About these ads

2 Comentários

  1. THAILANE disse:

    eu acho que esses desastre naturais acontecem por causa de nós mesmo , como, a poluição da terra, da água, e do ar. se todos cooperacem com a preservação do planeta não aconteceria esses dezastres.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 5.583 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: